.

Resgate histórico e religioso será tema de livro em Santa Cruz do Capibaribe

Se preparando para o centenário, o município ganhará um livro que remonta a história não só da igreja mas da cidade.

A Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Aflitos e São Miguel está se preparando para o seu centenário, no próximo ano, 2018. A história de Santa Cruz do Capibaribe muito tem ligada à religiosidade popular da igreja matriz católica e os diversos atores que construíram a cidade.

Cidades como Jataúba, Brejo da Madre de Deus e outras na região tem uma relação forte com a igreja da ‘Capital da Moda’. Nesse contexto, a paróquia quase centenária lançará um livro sobre a história, cultura e desenvolvimento da paróquia junto com a cidade.

Na manhã desta quinta-feira (21) o programa Diário News (Santa Cruz FM 98,5) recebeu o Coordenador da Casa das juventudes, Marivaldo Andrade que também é componente do projeto de recuperação histórica em Santa Cruz do Capibaribe.
Marivaldo com outro integrante da comissão, Mateus, que é estudante - Foto: Victor Silva (Agreg Imagem)
A comissão escritora do livro é formada por 7 pessoas, entre estudantes e professores de História, além de pesquisadores e estudantes de outras áreas também para a digitalização e catalogação de fatos e relatos, além da direção do Pe. Kennedy.

Início do projeto

No dia 29 de setembro de 2015, foi pensado com o então vigário da cidade Pe. Adriano Manuel e o pároco Pe. Joselito meios e metas para serem atingidas no ano do centenário em 2018. Sendo assim e percebendo a carência de informações a população foi decidido iniciar um projeto de pesquisa e aprofundamento sobre como foi criada e desenvolvida.

Desenvolvimento

O levantamento é direcionado por três linhas de pesquisa: O antes da paróquia (quando se fala paróquia está relacionada ao momento de oficialização da administração, pois a igreja e religiosidade é bem mais antiga que 100 anos), ou seja, a igreja primitiva da cidade, evidenciando as primeiras manifestações de religiosidade local. E, a segunda linha remonta fatos a partir de 1918 quando é oficializada paróquia e instituída toda uma administração necessária até os dias de hoje. Por fim, o terceiro norte trata sobre a linha política, social e cultural da igreja local com o município.
Foto: Victor Silva (Agreg Imagem)
Questionado sobre a importância tanto da pesquisa como do lançamento do livro não só para a comunidade católica local mas também para toda a realidade de cidade como contribuição para o acervo público Marivado foi bem positivo.
“[É importante] para a preservação da memória de seu povo. Fazendo com que o cidadão possa ter acesso aos arquivos e que o município possa preservá-los, para ter acesso a história de seus antepassados. A importância também dessas memórias para a futura geração", destacou Andrade.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso