.

Homem que matou mulher de Santa Cruz afirma ter dormido ao lado do corpo antes de fugir

Responsável pela investigação do caso, delegado Breno Varejão afirmou que o crime foi premeditado – (Foto: Gabriella Guerra/Polícia Civil de Pernambuco/Divulgação)
Um homem de 47 anos foi preso na manhã desta quinta (28), no Centro do Recife, sob suspeita de ter ocultado o corpo de uma mulher de 44 anos, encontrado na quarta (27) em estado de decomposição na casa dele, no bairro do Ibura, na Zona Sul da capital pernambucana – relembre o caso.

Após a prisão, ele confessou ter matado a vítima com uma facada no pescoço por causa de ciúmes e alegou ter sido tomado por um espírito do mal no momento do crime, segundo a Polícia Civil. Responsável pelas investigações do caso, o delegado Breno Varejão afirmou que a vítima e o homem se conheceram pela internet.
“Eles se conheceram em junho e, com certa rapidez, conseguiram marcar para se encontrar”, afirma.
Após encontros semanais, eles começaram um relacionamento, apesar de a mulher já ser casada. Durante o depoimento prestado à polícia, o homem responsável pelo feminicídio negou saber que a vítima já tinha outro compromisso.
“Ele relatou que tinha uma atração muito forte por ela, o que despertou um ciúme também forte. Ele não se sentia seguro no relacionamento que eles tinham e isso provocou um ciúme muito grande nele”, alega Varejão.
O delegado ressalta, ainda, que o homem não tinha antecedentes criminais. “Ele manteve dois relacionamentos sólidos no passado. A primeira esposa faleceu de câncer e, depois desse, ele também teve outro relacionamento aparentemente sólido”, conta.
Crime premeditado
Foto: Divulgação
Ainda segundo o delegado, a morte da vítima foi premeditada.
“Dias antes da morte, ele chegou a entrar em contato com os familiares e com o companheiro dela”, diz o delegado.
Na noite de 21 de setembro, o homem afirmou ter deixado a vítima levemente entorpecida antes de cometer o assassinato.
“Segundo ele, foi um material capaz de matar ratos, mas não apreendemos nada nesse sentido”, afirma Varejão. Em seguida, ele golpeou a vítima no pescoço com uma faca.
Ainda de acordo com o titular do caso, o homem alegou ter sido tomado por um espírito do mal na hora em que cometeu o crime.
“Ele disse que foi tomado por uma energia muito forte e negativa, que teria comandado os atos dele durante a execução do crime”, diz Varejão.
Após dormir ao lado do corpo, o homem fugiu para Alagoas na manhã do dia 22 de setembro, depois de limpar e descartar a arma do crime.

Ao chegar ao estado vizinho a Pernambuco, o homem passou a monitorar a situação através da família, para saber se o homicídio havia sido descoberto. Na quarta (27), o cadáver foi encontrado pela irmã dele.
“Como se passaram vários dias, chamou a atenção o odor muito forte e fétido”, relata Varejão.
Além de ser autuado por ocultação de cadáver, ele também foi autuado por feminicídio, assassinato cometido pelo fato de a vítima ser mulher.
Com informações do G1


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso