.

Edson Vieira se reúne com sindicato dos professores e anuncia proposta de R$ 3 milhões para reposição salarial

Foto: Assessoria de Comunicação
Em reunião realizada na tarde desta terça-feira (05), o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB) esteve com os representantes do Sindicato Único do Magistério Público das Redes Municipais de Ensino de Pernambuco (SINDUPROM), e anunciou uma proposta de R$ 3 milhões com relação a reposição das perdas salariais referentes aos anos 2001 à 2006.

Os recursos têm origem no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e da Valorização do Magistério (FUNDEF), e segundo entendimento do Tribunal de Contas da União, devem ser revertidos para investimentos na educação.

Segundo o prefeito Edson Vieira o ponto fundamental foi a abertura de diálogo com os professores, bem como a valorização dos profissionais que tiveram seus salários congelados na gestão José Augusto Maia (2001 até 2006).
“Nosso intuito é sempre valorizar os nossos mestres, que se dedicam a fazer o melhor por nossos alunos. Por isso sempre fomos além com o piso nacional, sempre abrindo diálogo com o segmento, e agora resolvemos convidar o sindicato e apresentar nossa proposta de R$ 3 milhões para repor as suas perdas, pois eles não merecem pagar pelo descaso de gestões anteriores, que não dialogavam com os professores”, ressalta Vieira.
Os valores totais atualizados são na ordem de R$ 14,5 milhões que serão revertidos em investimentos na infraestrutura escolar municipal já existente, construção de novas unidades e valorização dos profissionais da educação. A proposta será analisada em assembleia que será realizada nesta quarta-feira (06).

Participaram da reunião além dos membros do SINDUPROM, o secretário de educação Joselito Pedro, o chefe de gabinete Gilberto Silva e a vereadora Jessyca Cavalcanti (PTC).

Conteúdo da Assessoria

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso