.

Decisão 'favorável' ao prefeito Edson Vieira em processo pode motivar Fernando Aragão a ingressar no PCdoB

Apesar de não correrem o risco de perderem os cargos, prefeito e aliados foram multados.
Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Santa Cruz do Capibaribe – A decisão publicada na tarde desta terça-feira (12), dando ao prefeito Edson Vieira (PSDB) e aos seus aliados – Dida de Nan (PSB) e Joab do Oscarzão (PSD) – a condição de permanência em seus respectivos cargos, pode promover algumas alterações no cenário político local.

O processo em questão tramitava desde o final de 2016, onde os políticos citados eram acusados de terem cometido supostas irregularidades durante a campanha eleitoral do mesmo ano. Na ocasião, Edson, Dida e Joab participaram de um evento promovido pelo Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST). Foi neste evento que surgiu a argumentativa dos denunciantes para com as supostas irregularidades.

Para os políticos que denunciaram o caso, que posteriormente teve a aceitação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), os situacionistas cometeram irregularidades durante os discursos, excepcionalmente Edson Vieira e Joab Gomes, fazendo, ambos, alusão aos números de seus registros de candidaturas. Para o juiz eleitoral Flávio Krok Franco, as acusações não foram configuradas com base nas provas apresentadas.

Decepção

A decisão foi um fator inesperado para os componentes do grupo de oposição em Santa Cruz. Visivelmente decepcionados, aliados já cogitam que Fernando Aragão (PTB), ex-candidato a prefeito que disputou em 2016 contra Edson, deixe o atual Partido Trabalhista Brasileiro e siga para o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), de quem teria supostamente recebido um convite para se filiar.

A lógica é simples. Fernando estaria sustentando o convite pois acreditava que o desfecho do referido processo seria outro. E, caso mudasse de partido, em um cenário de novas eleições estaria temporariamente, com base no regimento eleitoral, inapto para participar de um novo pleito. A possível mudança de partido de Fernando Aragão pode desencadear outras alterações nos quadros que se montam para 2018 em Santa Cruz do Capibaribe.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso