.

Santa Cruz do Capibaribe – Sessão parlamentar é realizada sob atos de protesto

Reunião contou com reforços policiais e expulsão de manifestante de plenário
Polícia Militar e Guarda Municipal estiveram no local evitando excessos – Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Na tarde desta quinta-feira (03) os vereadores de Santa Cruz do Capibaribe retomaram o calendário de reuniões da Câmara Municipal, realizando uma sessão com direito a uso de tribuna e votação de projetos e requerimentos. A sessão em questão foi marcada por alguns atos de protesto da população.
Plenário ficou completamente lotado – Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Os protestos, segundo os envolvidos, se deram devido recente auxílio-alimentação aprovado pelos parlamentares. Na ocasião os edis aprovaram, por unanimidade, o projeto que garantiu R$ 1.200,00 mensais para cada um dos 17 vereadores em forma de auxílio.
Alimentos foram deixados pelos manifestantes na entrada do prédio público – Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Os protestos

Inicialmente o público foi impedido de ingressar no plenário com alimentos (uma das manifestações). Na ocasião algumas pessoas passaram então a deixar alimentos e produtos de higiene pessoal nas imediações da Casa Dr. José Vieira de Araújo.
Momento em que presidente dirigiu a palavra ao protestante que foi respectivamente expulso do local – Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Alguns dos alimentos estampavam mensagens em protesto ao auxílio, como por exemplo "#RevogaJá", uma exigência para que o benefício fosse derrubado por terra.

Expulsão

Um dos acontecimentos mais relevantes sobre os protestos foi a expulsão de um cidadão que no momento do início da reunião direcionou algumas palavras de ordem aos vereadores.
Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
O homem que não teve o seu nome revelado foi convidado a sair, porém resistiu. Neste momento o presidente da câmara, José Bezerra da Costa (Zé Minhoca - PSDB) sustentou que ele deveria sair, e solicitou que agentes da Guarda Civil Municipal o acompanhassem. Após isso o homem se retirou do local.

Veja o momento:


Nem nas dependências

Um dos detalhes sobre a expulsão chamaram a atenção. Após ter saído, a pedido da presidência, o homem ficou em pé na calçada da câmara, já na parte externa. Neste momento ele foi abordado por um dos advogados da Casa que alegou que ele não poderia ficar ali. Questionado sobre os motivos, o advogado afirmou que a escada externa da câmara também fazia parte do prédio, e ele teria sido expulso do prédio como um todo, não apenas do plenário.
Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Repercussão

Pelo menos duas emissoras de TV estiveram presentes. A TV Jornal e a TV Asa Branca estiveram no local e gravaram com algumas figuras envolvidas nos protestos, dentre elas o cidadão expulso do plenário e também o empresário Valmir Ribeiro, um dos pivôs de uma polêmica que envolveu o repúdio ao auxílio. Apesar das movimentações o período dedicado ao uso da tribuna transcorreu dentro da normalidade.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso