.

Popular entra em consenso com vereadores e encerra greve de fome após 60 horas de protesto

Visivelmente debilitado, Clodoaldo conseguiu que algumas reivindicações fossem atendidas, menos a do auxílio-alimentação
Vereadores conversam com o manifestante na sala de reuniões da câmara – Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Foi encerrado no início da noite desta terça-feira (15), no interior da Câmara Municipal de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe, um protesto composto por greve de fome, idealizado pelo ativista Clodoaldo Barros. O mesmo defendia algumas reivindicações contra os legisladores, sendo que após reunião, algumas foram atendidas e o mesmo deu o protesto por encerrado. A greve de fome havia sido iniciada no último domingo (13) – relembre.
Com portas fechadas, imprensa evitou interferências nas pautas debatidas – Foto: Víctor Silva (Agreg Imagem)
Inicialmente houve uma conversa entre vereadores oposicionistas e situacionistas na residência do presidente da câmara, posteriormente, Carlinhos da Cohab (PTB), Helinho Aragão (PTB) e Capilé da Palestina (PODE) estiveram na câmara, juntamente com Clodoaldo, onde ocorreu o acordo entre as partes.
Momento em que Clodoaldo seguiu para assinatura do documento aceitando o acordo formal – Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Tudo teve o aval do presidente da Casa Dr. José Vieira de Araújo, o José Bezerra da Costa (Zé Minhoca – PSDB), que se comprometeu a entender parte das petições do popular. Em conversa com a nossa equipe, Helinho Aragão falou sobre o caso.
"Hoje chegando pela manhã, me deparei com Clodoaldo. Um companheiro que há cinco anos convivo com ele nesta câmara, ele acompanha quase todas as reuniões e audiências. Nós como políticos temos o nosso lado ser humano também. Foi dessa forma que o chamamos para conversar e ver o que ele queria. Ele fez algumas reivindicações, não só a questão do auxílio-alimentação, mas outras questões como o uso da tribuna. Ele queria essa resposta, queria reivindicar. Foram esses tópicos. Na medida do possível nós atendemos o que nos foi viável atender. Nos preocupamos com a situação dele e fizemos o possível", relatou Helinho Aragão.
Vereadores explicam o conteúdo do documento que garante a entrega dos documentos nos próximos dias – Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Carlinhos da Cohab também comentou como articulou a reunião e afirmou que deve cobrar do presidente os documentos prometidos.
"A gente correu atrás. Levamos ao presidente, que é quem responde pela câmara, e ele se comprometeu em entregar toda a documentação necessária. Documentos foram assinados e a gente espera que isso que foi prometido agora a ele, que seja cumprido", disse Carlinhos.
Leitura dos autos feita pelo manifestante – Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Para Clodoaldo, apenas parte do caminho foi percorrido, e segundo ele, as cobranças devem continuar mediante os próximos acontecimentos.
"Tivemos um acordo a respeito de algumas reivindicações que estavam incluídas neste meu protesto. Dou então por suspendida até o dia de quinta-feira, onde irei verificar se tudo o que foi discutido entre os vereadores estará presente na documentação que me será entregue. Os resultados estão começando a aparecer. Foi um primeiro passo para um longo caminho, cujo eu espero que no final tudo transcorra da maneira satisfatória para a população", concluiu.
Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)



Foram atendidas as seguintes petições:

• Uso da Tribuna da Câmara por parte da população
• Cópia do Relatório e das Alegações Finais da CPI do Calçadão
• Audiência Pública para tratar de insegurança com as presenças do promotor Iron Miranda, do deputado Diogo Moraes, do prefeito Edson Vieira e do Secretário de Defesa do Estado de Pernambuco


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso