.

Proliferação de mosquitos gera incômodo após o período chuvoso

Cidades do Agreste vivenciam considerável aumento da espécie
Imagem meramente ilustrativa
As cidades do Agreste de Pernambuco vivenciam, após o período chuvoso, um intenso aumento na quantidade de mosquitos, ou como são conhecidos na região, 'muriçocas'. A espécie identificada cientificamente como 'Culicidae' é da família de insetos habitualmente chamados também de pernilongos. As fêmeas em muitas regiões são designadas vulgarmente como 'melgas'.

Aparentemente inofensivos os mosquitos causam uma série de incômodos, e nesta época do ano estão por toda parte. A explicação está nas recentes chuvas, onde a umidade colabora para o aparecimento e reprodução da espécie. Os seres indesejáveis adentram com facilidade as residências em busca do seu alimento principal, sangue.

O inseto descrito possui hábitos noturos, o que lhe permite atacar geralmente quando o alvo já está sob sono profundo. O resultado dos ataques são as feridas provocadas pelas picadas e muitas vezes lençóis e roupas manchadas de sangue devido o atrito com o inseto alimentado. Neste período o famoso inseticidas e repelentes parecem não adiantar muito tendo em vista a quantidade de insetos.

Soluções

Apesar de não muito populares nos dias atuais os mosqueteiros acabam sendo a solução mais viável para evitar os incômodos causados pelos mosquitos durante a noite. Manter portas e janelas sempre fechadas também durante o dia diminui a entrada dos visitantes indesejados.

Saúde pública

O aumento dos mosquitos também é uma responsabilidade do poder público dos municípios. As secretarias de saúde são responsabilizadas pela circulação dos agentes que operam o popular sistema fumacê, um mecanismo bastante conhecido da população por ser uma das armas utilizadas principalmente no combate ao mosquito Aedes Aegypti, também comum após os períodos chuvosos.

Para requisitar a presença do serviço nos bairros, caso o mesmo não esteja sendo realizado, a população deve procurar o departamento de endemias ou controle de pragas.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso