.

Professores da rede municipal de Santa Cruz do Capibaribe reclamam de não pagamento do retroativo acordado em reunião

Secretário de Educação alega que irá buscar resolver impasse
Foto: Eliton Araujo (Agreg Imagem)
Na tarde desta sexta-feira (07) professores da Rede Municipal de Ensino de Santa Cruz do Capibaribe, e membros que fazem parte do Sinduprom (Sindicato dos Professores Municipais) estiveram denunciando o não pagamento dos valores referentes ao retroativo da categoria, acordado em reunião com a gestão municipal durante a discussão que envolvia o reajuste salarial.

Diante do impasse, ficou acertado que os pagamentos dos retroativos deveriam ter sido iniciados neste mês, fato que segundo os professores, ao irem receber seus vencimentos foi percebido que o valor estava referente apenas ao reajuste dado pela prefeitura, sem o pagamento do retroativo.

A representante do Sinduprom, Luciene Cordeiro taxou a gestão de ter faltado planejamento necessário para evitar esse novo imbróglio com a categoria. Segundo a própria, na resposta dada pela Prefeitura, a mesma acusou a empresa responsável por confeccionar a folha salarial, de não ter incluído os valores. Luciene discorda do posicionamento.
“Segundo a prefeitura, a nova empresa responsável estava fazendo a folha salarial com erros e que não teria dado tempo de fazer a folha com o retroativo. Embora a prefeitura nos pediu para passar na segunda-feira para falar com eles. Para nós houve falta de organização mesmo”, disse ela.
Resposta do Secretário
Foto: Arquivo
Em resposta, o secretário de Educação Municipal Joselito Pedro, afirmou que irá em busca de soluções que possam resolver o impasse com a categoria. Vale ressaltar que o secretário está em viagem e não pode ser fazer presente na situação, porém se comprometeu em buscar respostas rápidas.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso