.

Armando vence na terra de Mendoncinha


A eleição suplementar na cidade de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, representa não apenas o retorno do grupo de Cintra Galvão ao poder. Podemos dizer que representa uma importante vitória para o senador Armando Monteiro (PTB) no estado. 

Armando está em campanha para concorrer novamente ao Palácio do Campo das Princesas em 2018. Tendo colaborado para a esmagadora vitória de seu candidato, Hélio dos Terrenos (PTB), no último domingo (02), o senador acumula mais uns pontos em prol de sua candidatura. A cidade de Belo jardim, apesar de ter pouco mais de 50 mil eleitores, a cidade tem um peso político no estado, pois é o berço político do ex-deputado José Mendonça e do atual Ministro da Educação Mendonça Filho (DEM), que foi vice-governador e ocupou o governo do Estado, quando Jarbas Vasconcelos se afastou. 

De acordo com Armando a vitória de Hélio representa um sentimento de mudança não apenas na cidade de Belo Jardim, más também no estado. “Eu acho que esse vento que está passando aqui por Belo Jardim vai também se espalhar por Pernambuco, esse é o nosso sentimento”, afirmou Armando em seu discurso após o resultado.

A eleição suplementar foi realizada porque o candidato João Mendonça (PSB), que havia vencido o pleito de 2016, teve o registro de candidatura impugnado pelo Ministério Público e coligações adversárias por improbidade administrativa com dano ao erário e enriquecimento ilícito. Ele concorreu à eleição de 2016 com o registro indeferido, aguardando julgamento definitivo do recurso pela Justiça Eleitoral. João Mendonça estava no cargo amparado por liminar concedida pelo TSE.

Por Marciel Aquino

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso