.

Após 3 meses, greve da UEPB é suspensa e aulas voltam segunda-feira

Foto: Gilson Souto Maior (Professor da Universidade)
Na tarde desta quinta-feira (13) foi suspendida, através de assembleia da ADUEPB com os professores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) a greve que já completava três meses foi encerrada. A previsão é que as aulas iniciem nesta segunda-feira (17).

A Universidade, que nos últimos anos enfrentou cortes de orçamento, estava em greve desde o dia 12 de abril, quando os professores optaram pela paralisação das atividades. Os motivos que levaram a mais uma greve foram as faltas de reuniões entre o Sindicato e o Governo Estadual, os cortes de vagas destinadas a alunos que tentam a primeira graduação, a falta de negociação das perdas salariais dos professores e o cumprimento do orçamento avaliado em R$ 317 milhões, exigidos pela Lei de Autonomia da Universidade.

Um calendário para conclusão do período 2017.1 está sendo elaborado, porém os alunos terão aulas até o dia 20 de agosto para concluir o período e o novo calendário será enviado pela pró-reitora de Graduação para a Consepe, que irá analisar e aprovar o calendário.

Se esse calendário for aprovado, as matrículas do período 2017.1 acontecem no dia 21 de agosto, com aulas iniciando no dia 28. Até esta quarta-feira, ainda havia previsão de quando essa reunião do Consepe vai acontecer, mas deve ser convocada com urgência. A Pró-Reitoria de Graduação informou que vai encaminhar a proposta na próxima semana.

A UEPB tem computado, em sua trajetória, diversos estudantes que residem em Santa Cruz do Capibaribe e que se dirigem diariamente ao Centro Educacional.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso