.

Cubano é preso com R$ 17,9 mil em notas falsas e revólver, em Caruaru

Foto: Cortesia
Na manhã de terça-feira (27) policiais do BEPI (Batalhão Especializado de Policiamento do Interior) conseguiram prender um homem, de nacionalidade Cubana com notas falsas e com revólver em Caruaru. De acordo com informações, Yendri Alves Hidalgo (34 anos) foi preso com mais de R$ 17,9 mil em notas falsas. Ainda na ocorrência, foi encontrado com o mesmo um revólver calibre 38 com cinco munições deflagradas, e 38 munições de calibre 9mm, além de um aparelho celular.

Para que conseguissem chegar ao suspeito, a Polícia recebeu informações de que um homem em um veículo Peugeot de cor branca que estava seguindo pelo bairro Maurício de Nassau, mesmo local em que residia. Diante das informações, os policiais conseguiram identificar o suspeito e fizeram a abordagem no veículo, onde foi encontrado escondido no câmbio do carro, uma grande quantidade de notas de R$ 100,00 falsas. Ao fazer o cálculo, foi conferido que existiam 179 notas, o que dariam uma quantidade de R$ 17,9 mil.

Após constatar os fatos, a polícia deu voz de prisão contra o acusado e conduziu o mesmo para a Delegacia de Polícia Federal em Caruaru, após ter sido informado dos seus direitos e garantias constitucionais acabou sendo autuado em flagrante pelo crime contido nos artigos 289, § 1º do Código Penal – (adquirir ou guardar moeda falsa), e artigos 14 e 16 da Lei 10.826/03 – (posse ilegal de arma de fogo de uso permitido e posse ilegal de munição de uso restrito) e caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 3 a 20 anos de reclusão, além de multa.

Em seu interrogatório o cubano diz ter sido vítima de armação e não soube informar como as cédulas, armas e as munições foram parar dentro de seu veículo. O cubano está legalmente no Brasil registrado como estrangeiro permanente, é casado com uma brasileira e possui dois filhos.  Após a autuação, o preso realizou Exame de Corpo de Delito no IML (Instituto de Medicina Legal) e em seguida foi encaminhado para a audiência de custódia onde deverá comparecer diante da Justiça que decidirá pela sua prisão preventiva ou liberação para responder ao processo em liberdade. Caso seja ratificada a sua prisão a Polícia Federal o encaminhará posteriormente para o Presídio Juiz Plácido de Souza em Caruaru, onde ficará à disposição da Justiça Federal.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso