.

Justiça age no caso Marcolino Júnior

Acusado do crime foi condenado a mais de 30 anos de prisão em regime fechado
Jornalista e Colunista Social foi morto após ter sido dopado
Na tarde desta quarta-feira (21) houve o julgamento de um dos acusados de ter assassinado o jornalista e colunista social Marcolino Júnior. O crime aconteceu em 16 de abril de 2016, em Caruaru, e teve grande repercussão em todo o Estado de Pernambuco. Um dos acusados de ter cometido o crime foi identificado como Davi Fernando Ferreira Graciano (22 anos) que era assessor pessoal da vítima. Marcolino teria sido dopado com um coquetel contendo tranquilizantes.

Antes de ser assassinado, o jornalista teria sido levado a um motel e lá teria recebido três golpes de Jiu-Jitsu no pescoço (Golpe conhecido por Mata-Leão) e depois recebeu algumas facadas no corpo. Depois de assassinado, o jornalista teria sido colocado em um saco plástico e jogado em um matagal no município de Sairé. O corpo foi levado na própria mala do carro do colunista social.
Davi (Azul) aguarda julgamento; Já Rafael (Amarelo) foi condenado a mais de 30 anos de prisão
O outro envolvido no caso, Rafael foi preso após tentar vender o veículo em uma loja de Caruaru, sendo que o possível comprador teria desconfiado do caso e acionado a polícia, que conseguiu localizar Rafael e deu voz de prisão. Davi também acabou sendo preso na mesma época e na casa de sua noiva, foi encontrado a arma utilizada no crime, uma faca.

O julgamento decretou que Rafael, que já está cumprindo pena no presídio Juiz Plácido de Souza, permanecerá por mais 30 anos e 05 meses em regime fechado, esse sendo o resultado da sentença do julgamento.

O julgamento do outro acusado identificado por Davi ainda não tem data para ser realizado, e por enquanto ele permanece em liberdade. Rafael foi condenado por homicídio triplamente qualificado (à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossivel a defesa do ofendido) e ocultação de cadáver.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso