.

Suposta tentativa de assalto é registrada no interior de hospital municipal, em Stª Cruz do Capibaribe

Caso também está sendo investigado com grandes possibilidades de ter se tratado de uma tentativa de homicídio
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Na madrugada desta segunda-feira (08) uma suposta tentativa de assalto causou pânico entre os plantonistas do Hospital Municipal Raymundo Francelino Aragão, em Santa Cruz do Capibaribe. Na ocasião, os funcionários e pacientes foram surpreendidos inicialmente por um indivíduo que adentrou correndo a unidade afirmando que criminosos queriam o assaltar e até mesmo tirar sua vida.

"Foi uma experiência terrível", relata plantonista

A suposta vítima se escondeu dentro da banheiro da pediatria no interior da unidade, alegando que teria sido perseguida por dois indivíduos armados, o que provocou correria no interior no hospital HMRFA. Uma das testemunhas que estava no plantão falou sobre o momento de tensão vivenciado no local.
"Nós aqui do Hospital Municipal sofremos uma tentativa de assalto por volta das 2h, 2h30 da manhã. O desespero foi terrível, foi uma experiência terrível, onde as crianças e os pacientes que estavam indo para Recife – aguardando o ônibus aqui na frente – viveram momentos de terror. Foi uma experiência terrível, só sabe quem passou e quem estava aqui no plantão. Estamos vivendo ultimamente plantões sempre com esse perigo porque essa não é a primeira vez que vivemos isso. Nós estamos pedindo que tomem providências a respeito da segurança do hospital municipal", disse a testemunha em um áudio divulgado no WhatsApp.
O caso foi repassado para a Polícia Militar e a suspeita é que o jovem que se escondeu no local também poderia estar fugindo de uma tentativa de homicídio. A ocorrência já está sendo investigada.

Versão das autoridades para o caso

Após publicação da matéria inicial que evidenciou inclusive falas de servidores do Hospital Raymundo Francelino Aragão, as autoridades de segurança do município se pronunciaram sobre o caso ocorrido na madrugada de hoje, expondo que tudo não passou de um atrito entre três pessoas que acabou resultando em todo o transtorno apresentado.
"O caso do hospital foi uma briga entre três jovens. Dois estavam com namoradas e foram insultados por esse terceiro que estava em uma motocicleta sozinho, então eles deixaram as namoradas e seguiram esse jovem para bater nele. E aí, ele em desespero soltou a moto em frente ao hospital e adentrou. O guarda não permitiu que os outros dois entrassem. O indivíduo que entrou correu para para o sanitário com medo, para se esconder. O guarda chamou a Polícia Militar que interpelou esse jovem e a situação foi resolvida lá no local. Não houve nada de tentativa de homicídio nem assalto", sustentou o Major Sena, responsável pela Secretaria de Defesa Social do município.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso