.

Paulo Câmara recebeu propina da JBS, diz delator

Fernando Bezerra Coelho e Geraldo Julio também teriam sido beneficiados pelo esquema de corrupção
Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
O escândalo envolvendo vários políticos brasileiros segue revelando uma série de personagens. Em vídeos da delação da JBS divulgados nesta sexta-feira (19), os políticos pernambucanos Fernando Bezerra Coelho, Geraldo Julio e Paulo Câmara, todos do PSB, foram citados por provável recebimento de valores provenientes do esquema.

Essa parte da delação tem como núcleo Ricardo Saud. Em suas declarações o empresário relatou que negociou o pagamento de propina para a campanha de Câmara em 2014. Em determinado momento o mesmo chega a dizer que foi procurado pelo hoje governador que argumentou que precisava vencer 'em homenagem a Eduardo Campos'.

Inicialmente houve um acerto para o pagamento de 15 milhões ao ex-governador Campos, com sua morte, Saud conta o que ocorreu.
"Exatamente no dia que ele faleceu, eu estava com o Henrique que era a pessoa dele que ele mandava... Ou o Henrique, ou o Paulo Câmara ou o Geraldo Julio para ir lá tratar da propina", afirmou.
É neste momento que Saud relata sobre os 15 milhões, afirmando que após a morte de Eduardo os seus aliados tentaram ampliar o valor da propina com a justificativa que havia clima em Pernambuco para uma vitória do PSB.
"Nós chegamos ao meio termo que íamos pagar para não atrapalhar a campanha do Paulo Câmara. E ainda darmos uma propina para o Paulo Câmara em dinheiro vivo lá em Pernambuco", disse.
Em nota, Paulo Câmara negou que tenha tido participação no esquema de recebimento de propina.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso