.

Exemplo a não ser seguido

Cidade do Agreste de Pernambuco deixa professores há 40 dias em greve e faz festa de quase R$ 500 mil
Foto: Cortesia/ SINTEMUB
A cidade de Bom Conselho tem dado um exemplo de como não se deve fazer uma gestão. Enquanto os servidores da educação estão em greve há 40 dias, a Prefeitura Municipal irá gastar com a festa de São João cerca de R$ 500 mil.

Desde o final do mês de março, 300 professores decretaram greve por não receberem o aumento do piso salarial da categoria, determinado pelo Ministério da Educação em janeiro deste ano. Com a paralisação das atividades, cerca de 10 mil alunos estão sem aula no município e nos distritos da cidade.

Já para o período junino, a Prefeitura já divulgou que irá gastar 480 mil reais com os cachês de atrações como Jonas Esticado, Bruno e Marrone e Aviões do Forró, que irão se apresentar no ForróBom, festa junina daquele município.

O prefeito Danilo Godoy (PSB) alega que a folha de pagamentos está estourada e por isso não concedeu ainda o aumento salarial dos professores. No dia 07 de abril a gestão entrou com uma liminar no Tribunal de Justiça, afirmando que a greve seria ilegal. O desembargador Bartolomeu Bueno concedeu a liminar exigindo a volta dos professores as salas de aula em até 48 horas, sob pena de cobrar R$ 5 mil em multas por dia.

O SINTEMUB entrou com um agravo à liminar no mesmo tribunal e aguarda a decisão. Os professores alegam que se a decisão for mantida em favor da prefeitura, irão recorrer ao STJ (Superior Tribunal de Justiça).


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso