.

Audiência Pública para apresentar projeto do Alto Capibaribe é realizada na Câmara de Vereadores em Santa Cruz do Capibaribe

Slide apresentado mostra todo o trajeto da água - Foto: Eliton Araujo (Agreg Imagem)
Na manhã desta sexta-feira (26) a Câmara de Vereadores em Santa Cruz do Capibaribe foi palco para uma audiência pública que apresentou a população o projeto que foi conveniado com o Governo do Estado para a construção da Adutora do Alto Capibaribe, que pretende levar água para oito municípios do Agreste de Pernambuco.

Cidades como Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Jataúba, Vertentes, Vertentes do Lério, Riacho das Almas, Frei Miguelinho e Taquaritinga do Norte, serão contempladas com a chegada da água que virá através da Adutora ligada ao Rio Paraíba, passando por municípios como Barra de São Miguel e São Domingos do Cariri, ambos na Paraíba.

Na apresentação do projeto, foi especificado que ao todo a Adutora trará 450 litros por segundo através desta obra, atendendo assim os municípios do Agreste. Técnicos da Compesa estiveram explicando o passo-a-passo de como se dará o trânsito desta água. De acordo com os mesmos, uma estação de bombeamento construída levará a água até uma Caixa de água e lá, por gravidade, a água descerá até o sistema de tubulação de 51 Km até a chegada nas cidades contempladas.

Participando do encontro, o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe Edson Vieira (PSDB), comentou sobre essa conquista e afirmou os benefícios que a mesma trará para as cidades do Agreste pernambucano.
Foto: Eliton Araujo (Agreg Imagem)
“Não podíamos ficar parados, na cidade de Surubim Adutora do Sirigi irá atender aquela cidade, bem como Frei Miguelinho e Santa Maria do Cambucá. Tivemos uma luta que foi a Adutora do Pirangi para amenizar o sofrimento do povo de Santa Cruz do Capibaribe, e todos sabem que o Pirangi está jogando águas para a barragem do Prata, que envia a Caruaru para a estação de tratamento e em seguida a mesma vem de lá para a nossa cidade. Já nesta Adutora do Alto Capibaribe, foram feitos estudos de maneira sigilosa, mas acima de tudo eu pedi que fosse de maneira rápida, e através desta Adutora, o Rio Paraíba que fica a 51 Km mandará água através de engate rápido para a nossa região. Cidades como Jataúba, Frei Miguelinho, Santa Cruz do Capibaribe, Vertentes do Lério, Vertentes, Riacho das Almas, Taquaritinga do Norte e Toritama serão beneficiadas com essa ação”, disse o gestor.
De acordo com técnicos da Compesa, essa Adutora irá beneficiar, aproximadamente, 230 mil pessoas que sobrevivem nesta área com o projeto. Ainda foram mostradas que a adutora de engate rápido terá vida útil de 10 anos, desde que sejam feitas as manutenções periódicas. O prefeito Edson Vieira afirmou que o Governo do Estado dará as garantias de manutenção.
“O governador nos falou que essa obra será em parceira com o Governo Federal, mas também citou que devido as turbulências que vem ocorrendo com o Governo Federal, o Estado pode bancar e permitir que os trabalhos continuem”, disse Edson Vieira.
O deputado estadual Diogo Moraes também esteve falando sobre a assinatura da execução desta obra por parte do Governo do Estado.
Foto: Eliton Araujo (Agreg Imagem)
“Uma seca que assola uma região que as pessoas lutam para sobrevive, e a responsabilidade deste momento é do Governo que vem estudante alternativas para buscar água, pois ninguém fabrica água. Durante esses dois anos com a lentidão da Transposição do Rio São Francisco, já que a Adutora do Agreste só funciona a partir das chegadas da água do velho Chico. Já a Adutora do Alto Capibaribe que vai buscar a água do Rio Paraíba e isso já foi autorizado pela Agência Nacional de Águas”, frisou o deputado.
O presidente da Compesa, Roberto Tavares comentou sobre a perenização do Rio Capibaribe, projeto defendido por alguns políticos e empresário da região, e comenta viabilidade do projeto.
Presidente da Compesa (Esquerda) explica percurso que água fará -  Foto: Eliton Araujo (Agreg Imagem)
“Nós na verdade, vimos que o outro projeto era apenas uma ideia e os técnicos viram que não a viabilidade para fazer a perenização do Rio, já que é gatos mais de 10 vezes a quantidade de água para isso, sabemos que fica bonito, mas é inviável. Já sobre essa Adutora do Alto Capibaribe, esse projeto será para trazer águas direto para as torneiras”, disse Roberto.
Ainda em sua fala, o presidente da Compesa afirmou que Santa Cruz do Capibaribe é vista com bons olhos pela gestão de Paulo Câmara (PSB), e disse que após a aprovação do projeto no Ministério da Integração, a obra seja entregue em seis meses.
“Santa Cruz do Capibaribe lidera uma região de desenvolvimento muito importante no Estado que tem uma vocação para o comércio, para a fabricação e esperamos que a água não seja um limitador. O projeto sendo aprovado nos próximos 40 dias, teremos um prazo de seis meses para a execução desta obra, e nossa expectativa é que até dezembro ou janeiro termos essa obra pronta”, finalizou.
Foto: Eliton Araujo (Agreg Imagem)
A audiência foi prestigiada por lideranças regionais que parabenizaram pela iniciativa, empresários e políticos que defendem a perenização do Rio Capibaribe, como Geo Caldas, afirmaram que a obra é muito positiva, porém relembraram que o sonho ainda continua sendo esse.



Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso