.

Após coletiva com Temer, Bruno Araújo volta atrás e permanece no cargo de ministro

Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Na tarde desta quinta-feira (18) uma verdadeira incerteza rondou a vida política do deputado federal licenciado e ministro das Cidades Bruno Araújo (PSDB). Isso porque informações divulgadas pelo Blog do Bruno Muniz logo mais cedo –relembre – davam conta de que o deputado estava disposto a entregar o cargo devido as denúncias que envolvia o presidente da República, Michel Temer (PMDB).

De acordo com as informações, o ministro teria sido alertado e até mesmo pressionado por aliados a entregar o cargo. Porém, o mesmo estava aguardando um posicionamento oficial do presidente, que em coletiva às 4h30 afirmou que não renunciaria ao cargo.

A permanência de Bruno Araújo no cargo se deu após um pedido da cúpula do PSDB, que teve como principal ator dessa conversa o presidente interino do partido, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), que exigiu que os ministros permaneçam no cargo até que seja divulgado os áudios da conversa do presidente com os executivos da JBS.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso