.

ALEPE realizará sessão solene em comemoração aos 50 anos da Paixão de Cristo

Foto: Divulgação
Está marcado para a próxima segunda-feira (29) a sessão solene que irá ocorrer na Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE) em homenagem aos 50 anos do espetáculo da Paixão de Cristo, de Nova Jerusalém em Fazenda Nova, distrito de Brejo da Madre de Deus.

De acordo com as informações, a sessão é um pedido proposto pela deputada estadual Laura Gomes (PSB) e subscrita pelo deputado Diogo Moraes (PSB) e Tony Gel (PMDB). A sessão ocorre na próxima segunda-feira (29) às 18h no plenário da Casa. O texto aprovado destaca a importância do espetáculo para a cultura e a economia da região, além da projeção artística de um evento de caráter místico que marca a história da humanidade.

A presença da Assembleia Legislativa, em rara sessão especial solene, celebra 50 bem-sucedidos anos consagradores do pioneirismo de Plínio Pacheco, idealizador da Nova Jerusalém, seu mentor e diretor da primeira apresentação, em 1967. O empreendedorismo do patriarca da família Pacheco deu dimensão internacional ao teatro originário, que era apresentado pelas ruas de Fazenda Nova sob direção de Epaminondas Mendonça, conduzindo um grupo de atores amadores formado por amigos e familiares.

Hoje, o espetáculo está profissionalizado, inclusive com a presença de nomes destacados da TV Globo ocupando os principais papéis e contando com forte divulgação em mídia nacional, além de um crescente investimento em tecnologia de ponta de som, figurinos e iluminação. 

A proposta da deputada estadual Laura Gomes, aprovada pela unanimidade do Plenário, também faz jus ao trabalho de Robinson Pacheco, filho de Plínio, e atual presidente da Sociedade Teatral de Fazenda Nova, responsável pela continuação de uma obra artístico-cultural com meio século de presença exitosa no cenário artístico do Ocidente.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso