.

Período chuvoso favorece proliferação de moscas e população deve ficar atenta

Veja as recomendações e os cuidados que devem ser adotados diante da presença constante dos insetos
Imagem ilustrativa
Quem reside em municípios do Agreste de Pernambuco onde choveu recentemente já deve ter notado o surgimento desordenado das populares moscas domésticas, ou de nome científico 'Musca domestica'. Existem vários tipos de insetos que se enquadram nesta espécie, sendo as mais comuns a 'Mosca de chifre (Haematobia irritans)', 'Mutuca de cavalo (Tabanus bovinus)', 'Varejeira azul (Calliphora vomitória)' e a própria 'doméstica', como anteriormente especificado.

Em zonas urbanas é mais comum notar a presença, além da doméstica, da popular mosca azul que pode atingir tamanhos variados e assustadoramente grandes. A proliferação dos insetos se dá justamente pelo período chuvoso que proporciona a rápida reprodução das espécies. Na busca por alimento os seres costumam invadir residências e incomodam bastante os seus moradores.

Ao contrário do que muitos imaginam as moscas não optam apenas por lugares com odor ruim, e este é um dos perigos que a sua presença representa. Além de pousar em dejetos, fezes e outros resíduos com alto teor de bactérias infecciosas, as moscas também perseguem alimentação saudável e fresca. Com isso, os insetos tornam-se agentes ativos de doenças e patologias.

A grande parte da alimentação das moscas é composta por matéria orgânica morta. Ou seja, fezes, pus, produtos animais e vegetais em decomposição, frutas apodrecidas, etc. Diante desses relatos a população deve estar constantemente atenta ao comportamento dos transmissores, adotando posturas como lavar bem alimentos crus (frutas, por exemplo) antes do consumo, é essencial.

Para alimentos que são armazenados os consumidores devem sempre realizar o isolamento dos mesmos para evitar ao máximo o contato com os insetos. Antes de tomar água, por exemplo, se certificar que o copo que estava guardado não serviu como área de pouso para as moscas que costumam soltar resinas nos ambientes onde caminham. Isso vale também para aparelhos domésticos como escova de dentes, canudos, talheres e outros.

Torneiras e vasos sanitários também devem ser constantemente higienizados. Pacientes com feridas em processo de cura também devem evitar que os insetos pousem por sob o local em fase de recuperação. Não existe uma regra específica para o aparecimento das moscas, já que durante todo o ano haverá a presença das espécies, mas, pelo menos nesta época do ano os cuidados devem ser redobrados. Incensos e inseticidas também ajudam a afastar as invasoras.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso