.

Em Arcoverde, morte de adolescente pode ter ligação com o jogo "baleia azul", diz polícia

Menor de 13 anos fez publicações em seu Facebook dando conta que pretendia tirar sua própria vida
Foto: Facebook (Divulgação)
Um caso de suicídio está sendo investigado pela Policia Civil no município de Arcoverde, Sertão de Pernambuco. De acordo com levantamento, um adolescente de 13 anos que foi encontrado enforcado na sua própria residência na última segunda-feira (24) estaria provavelmente jogando o "Baleia Azul", mais conhecido como "jogo do suicídio".
Em publicações no Facebook o adolescente disse o seguinte, através de uma legenda em inglês: "Todos bem-vindos ao meu funeral."
Foto: Facebook (Reprodução)
Imagens de uma baleia também foram postadas na rede social da vítima de suicídio, o que reforça as teses da polícia. O delegado Dr. Henrique Paiva que está tomando as investigações do caso falou sobre o ocorrido e ressaltou que ainda é cedo para afirmar que a vítima jogava o jogo. O celular do mesmo será periciado nos próximos dias.
“As investigações ainda estão em fase preliminar, não tinha como confirmar”, disse, acrescentando que o aparelho celular do garoto será periciado.
Dados em Pernambuco

Em Pernambuco é crescente o número de suspeitas que apontam para o jogo. Vários casos estão sendo acompanhados pela Polícia Civil em Recife, Paulista, Moreno, Goiana, Vicência e Petrolina.

Conscientização

Recentemente o psicólogo santa-cruzense Jeysiel Marcos escreveu o artigo "O que você precisa saber sobre o jogo da baleia azul e a depressão juvenil...", para a coluna Psicologia Diária, do Blog do Bruno Muniz. O texto fala sobre a conscientização para com a perigosa modalidade de desafio e ressalta a importância da prevenção ao suicídio por parte de pais e responsáveis.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso