.

Brasil, qual seu negócio?


Quando o grande compositor e revolucionário Cazuza compôs esse verdadeiro hino para o Brasil, será que ele nos anos 80 já tinha a dimensão da corrupção existente no país?Ao escrever “Brasil”, não sabemos se o poeta morreu sem descobrir, mas hoje sabemos que o negócio do Brasil é corrupção e a propina.

Ao perguntar “Quero ver quem paga?" e "O nome do teu sócio? Pelos relatos dos esquemas descobertos até agora na Operção Lava Jato entre outros, vemos que desde a época em que Cazuza escreveu essa canção os grandes sócios do Brasil são as empresas que sustentam juntos os políticos e os esquemas de corrupção.

Primeiro essas empresas financiam as campanhas e depois são beneficiadas nas contratações de grandes obras do governo. Então podemos dizer que o maior sócio do Brasil na atualidade é a Odebrecht. Na canção Ideologia, Cazuza deixa a impressão que já conhecia a máfia existente nas mais diversas esperas do poder.

Em um dos versos o cantor ainda diz, “Os meus sonhos foram todos vendidos, tão barato que eu nem acredito...”. Os nossos governantes, a quem confiamos os recursos do país estão a cada ano roubando e vendendo as nossas riquezas a preço de banana, ou até mais barato, pois hoje não é todo pobre que pode comer.

Nessa mesma música o nosso poeta fala “Meus inimigos estão no poder”. Se formos trazer para os dias de hoje, essas canções deveriam ser o hino da juventude. Infelizmente nossos jovens estão mais preocupados em ver “ela dançando com a bunda no chão”. E enquanto isso, uma classe de políticos, a maioria envolvida na operação Lava a Jata, estão trabalhando para tirar os direitos conquistados durantes décadas, para sanar a sangria que foi desviada da Petrobrás e dos cofres públicos.

Hoje fica até difícil para jornalistas e colunistas que falam de política, pois está sendo um tema tão banal, tão sem credibilidade. Não há mais novidades para serem ditas. A grande maioria dos políticos está corrompida. Representantes de todos os segmentos já tiveram nomes citados nas operações.

Não existe diferença entre partidos de esquerda ou de direita, pequenos ou grandes. A coisa é tão séria que existem acusações até sobre integrantes do Judiciário, completando as três esferas do poder.

Por Marciel Aquino

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso