.

Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe vivenciam mais uma sessão plenária

Projetos causaram divergências entre os vereadores Klemerson Ferreira e Joab do Oscarzão, aliados
Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Na manhã desta quinta-feira (20) a Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe realizou mais uma sessão ordinária do primeiro período de 2017. Estiveram presentes 16 dos 17 edis, apenas Carlinhos da Cohab (PTB) não esteve presente na reunião.

Durante toda a reunião, os vereadores apreciaram e votaram projetos de Lei e Requerimentos que estão pendentes na Casa. De acordo com o presidente Zé Minhoca (PSDB), cerca de 500 requerimentos ainda aguardam votação.

O atrito

Na manhã desta quinta os temas que mais marcaram a sessão foi a duplicidade de alguns requerimentos que foram apresentados por vereadores, e o principal embate se deu entre os vereadores de situação, Klemerson Pipoca (PSDB) e Joab do Oscarzão (PSD), sendo que os dois estiveram discutindo sobre um requerimento destinado a Escola Maria Lucina Gonçalves, no bairro Oscarzão.

Para Pipoca, o projeto apresentado por Joab tinha o mesmo teor, porém o parecer jurídico da Casa entendeu que ambos eram matérias distintas. Mesmo assim os vereadores continuaram divergindo e o presidente Zé Minhoca deu continuidade a votação, incluído a matéria discutida entre os dois parlamentares, e alguns vereadores ficaram insatisfeitos com o impasse. Mesmo assim os dois projetos foram aprovados.

A reunião contou com seis Projetos de Lei, sendo que o de maior destaque esteve relacionado ao Zumba nos Bairros, que foi a inclusão do mesmo na Avenida 29 de Dezembro, o Projeto é de autoria do vereador Dr. Nanau (PSDB), e de N° 054/2017.

Outro Projeto de Lei importante foi de autoria do vereador Irmão Val, que se destina a instituição do programa Jovem Oportunidade. Projeto esse que vem sendo de bastante relevância para o vereador.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso