.

Reviravolta nas contas de Edson Vieira pode acabar com o sonho do prefeito de chegar a Câmara Federal


O Tribunal de Contas de Pernambuco mudou o entendimento a partir de um recurso de Ministério Público de Contas. A pauta inclui os procedimentos do governo durante os primeiros meses de sua gestão, quando foi decretado Estado de Emergência no município. A corte se baseou no decreto emergencial que serviu para justificar a contratação, com dispensa de licitação, da empresa KMC Locadora LTDA que, segundo investigações do Ministério Público, foi aberta de fachada para fechar negócios com prefeituras e subcontratar o serviço. A denúncia gerou o conhecido escândalo da “Farra das Locações de veículos”.

O Tribunal de Contas de Pernambuco mudou o entendimento a partir de um recurso de Ministério Público de Contas. A pauta inclui os procedimentos do governo durante os primeiros meses de sua gestão, quando foi decretado Estado de Emergência no município. A corte se baseou no decreto emergencial que serviu para justificar a contratação, com dispensa de licitação, da empresa KMC Locadora LTDA que, segundo investigações do Ministério Público, foi aberta de fachada para fechar negócios com prefeituras e subcontratar o serviço. A denúncia gerou o conhecido escândalo da “Farra das Locações de veículos”.

A ação cabe recurso, mas caso seja mantido a decisão do TCU, a situação de Edson se complica, tendo em vista que o processo seguirá para a apreciação do legislativo onde Edson precisará do voto de 2/3 dos 17 vereadores, ou seja, 12 votos. Isso significa que ele precisará de 2 votos da oposição. Então dependerá de negociações e habilidades políticas do prefeito. Isso significa que assim como a nível Nacional e Estadual, teremos um 2017 muito difícil até as eleições de 2018.

Por Marciel Aquino

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso