.

Calor provoca alergias e exige atenção redobrada neste verão

Imagem meramente ilustrativa
Nem todos sabem, mas 30% da população brasileira sofre de algum tipo de alergia, sejam elas causadas por picada de insetos (que não são ofensivos a outros seres humanos), respiratórias ou alimentares. Com o alto número de pessoas sensíveis as alergias há um grande índice de indivíduos que são alérgicos ao calor, situação que piora cm a chegada do verão.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, este é um período perigoso para quem sofre deste tipo de alergia. Vale destacar que em alguns casos pessoas podem até mesmo morrer devido a alergia ao forte calor da temporada. No Nordeste o época sem chuvas e o tempo abafado exigem atenção redobrada.

A alergia ao calor é identificada como Brotoeja. Os sinais se manifestam na maioria das vezes em bebês e idosos e podem ser notados como pequenas bolinhas vermelhas nas regiões expostas ao sol ou nas regiões que mais transpiram, coceira nestas áreas mais afetadas e até mesmo feridas que coçam e sangram.

É necessário ainda atentar para erupções em regiões como as axilas, ao redor do pescoço e na virilha, as populares 'assaduras'. O tratamento é basicamente simples, hidratar a área afetada, beber bastante água e evitar contato com tecidos e outros objetos na área 'irritada'. Uso de cremes e pomadas só deve ser feito com o consentimento de um profissional especializado.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso