.

Em Santa Cruz, infestação de escorpiões preocupa moradores do bairro Bela Vista

"A minha nora já foi picada", relata dona de casa que capturou vários escorpiões em um curto espaço de tempo
Foto: Jefferson Felipe
Nesta quarta-feira (28) o Blog do Bruno Muniz recebeu mais uma denúncia de moradores preocupados com o aumento de aparições de escorpiões no bairro Bela Vista, em Santa Cruz do Capibaribe.
"A gente já cansou de ir na Secretaria de Saúde pedir providências, a casa da minha mãe está empestada de escorpiões, só hoje ela já matou três dentro de casa", conta Jefferson Felipe.
Segundo a população da Rua Paulo Arruda Aragão, o aumento das espécies peçonhentas no local pode estar ligado a um terreno baldio no local com condições favoráveis para os mesmos.
"Foram encontrados seis escorpiões, a minha nora já foi picada. Eu já fui na Secretaria de Saúde, um rapaz veio e fez uma dedetização, porém do lado da minha casa tem um terreno baldio e eu tenho certeza que é deste terreno que surgem (os escorpiões). Nós queríamos que alguém tomasse uma providência, porque minha casa é limpinha, mas esses escorpiões estão aparecendo e agora estamos ficando é com medo", disse Joana Darc, moradora da localidade.
Vale ainda destacar o tamanho dos escorpiões que foram capturados no local, grandes e que representam de fato um motivo de preocupação para os moradores. Os aracnídeos podem até mesmo provocar a morte de pessoas, sendo crianças e idosos os que mais correm este risco em caso de ataques.
Foto: Jefferson Felipe
Especialistas alegam que os locais de acômodo e o período quente favorece a proliferação da espécie. Em todos os casos o blog recomenda como se posicionar em caso de picadas e também de prevenção. Confira as recomendações abaixo:

Em caso de ataque

No caso de picada de escorpião é necessário ir no hospital o mais rápido possível, para iniciar o tratamento e evitar complicações, como alterações no coração e dificuldade para respirar que pode ser fatal. Assim, logo após a picada deve-se:

Limpar o local com água e sabão;
Ir no pronto socorro mais próximo ou chamar o SAMU ligando para 192;
Aplicar uma compressa limpa e morna sobre a picada enquanto aguarda socorro ou vai para o hospital, porque alivia a dor.

Se não puder fazer estes passos, deve apenas aguardar socorro e não mexer na lesão, procurando controlar a ansiedade através de respirações profundas. Além disso, se for possível, pode-se levar o escorpião, também conhecido por lacrau, ou uma foto dele para o hospital, porque ajuda na identificação da espécie e a confirmar a gravidade da picada.

O que não fazer quando ocorre a picada

Depois de uma picada de escorpião não se deve:
Aplicar gelo ou compressa fria porque aumenta a dor;
Não fazer um torniquete, pois deve-se deixar o sangue circular;
Não aplicar nenhum tipo de produto sobre a picada, como álcool ou ervas;
Não fazer curativos pois podem causar infecção;
Não cortar, furar ou queimar a lesão.

A maioria dos casos de picada de escorpião não são graves, porém, quando as crianças são picadas a situação é mais grave elas necessitam de atendimento médico imediato porque é arriscado perder a vida.

Principais sintomas causados pela picada de escorpião

Normalmente, os sintomas surgem até 2 horas depois da picada e é frequente sentir:
Dor muito forte, que é semelhante a uma queimadura ou agulha e que aumenta quando se toca no local da picada;
Latejamento e formigamento no local da picada;
Inchaço no local da picada e círculo avermelhado à volta da lesão;
Suores intensos, arrepios, lacrejamento e nariz escorrendo;
Palidez e sonolência;
Vômitos;
Contrações musculares;
Batimentos do coração diminuídos e pressão baixa;
Temperatura corporal baixa.

Esta situação causa estresse e angústia e, por isso pode ocorrer a libertação de hormônios, como adrenalina, que pode causar outros sintomas como dor de cabeça, dificuldade para respirar e aumento da pupila, que é a parte mais escura dos olhos.

Tipos de picada de escorpião

Os tipos de picada de escorpião, chamada de escorpionismo, pode ser:
Leve: causando apenas sintomas no local da picada e geralmente não traz complicações graves;
Moderada: além dos sintomas locais, também pode causar náuseas, vômitos e suores;
Grave: os sintomas são muito intensos, causando batimentos do coração fracos e dificuldade para respirar, podendo levar à morte. 

Estas alterações são mais frequente em crianças ou indivíduos com sistema imune fraco. Quanto mais sintomas estiverem presentes maior é o risco de complicações.

Exames para identificar o estado de saúde do paciente

Para avaliar o estado de saúde do paciente que foi picado por um escorpião o médico pode recomendar a realização de:
Exame de sangue, para avaliar a presença do veneno;
Eletrocardiograma para ver o funcionamento do coração;
Radiografia ao tórax para observar o pulmão;
Tomografia para verificar se ocorreu alguma alteração cerebral.
Estes exames ajudam a determinar o melhor tratamento.

Como é feito o tratamento no hospital

O tratamento para a picada de escorpião precisa ser feito no hospital mesmo quando a picada é leve e causa poucos sintomas, pois é necessário ficar em observação para verificar se o estado de saúde não agrava. Por isso, o paciente que foi picado tem que ficar ligado a vários aparelhos médicos para medir a frequência cardíaca e respiratória, a pressão do sangue, a quantidade de oxigênio e os batimentos do coração, sendo necessário ficar internado entre 6 a 48 horas.

Nos casos mais graves, onde são afetados os pulmões e o coração, o paciente pode ficar inconsciente e por isso é fundamental ficar internado no hospital na UTI porque corre elevado risco de morte e, nestes casos o paciente tem que:
Tomar analgésicos pela veia, como dipirona ou meperidina, que também podem ser injetados no local da picada como bupivacaína de 1 em 1 hora.

Remédios para controlar os vômitos, como bromopride ou metoclopramida pela veia;
Usar máscara de oxigênio para ajudar a respirar melhor ou usar outros aparelhos para conseguir respirar.
Além disso, pode ser necessário tomar soro antiescorpiônico para eliminar o veneno e manter a hidratação do corpo.

A picada de escorpião é perigosa?

A picada de escorpião é muito perigosa e se o tratamento não for feito no hospital nas primeiras 2 horas após a picada pode haver risco de morte. No entanto, quando o tratamento é iniciado rapidamente existem maiores chances de não ter complicações, principalmente nos casos leves ou moderados.

Nos casos mais graves, o risco de complicações é elevado e as primeiras 24 horas são as mais perigosas e instáveis, sendo que o acúmulo de líquido no pulmão e à diminuição da frequência cardíaca podem ser fatais.

No entanto, normalmente, os escorpiões não atacam o homem e o acidente ocorre quando se encosta a mão ou o pé no animal e, embora todos os escorpiões possuam veneno nem todos os venenos são perigosos.

Como evitar a picada de escorpião

Para prevenir a picada de escorpião deve-se evitar locais onde há lixeira como terreno baldio, com baratas ou muita umidade porque é mais frequente existir escorpiões nesses locais.

Além disso, em locais que se sabe que existem muitos escorpiões é importante observar diariamente a roupa, sapatos, roupa de cama e toalhas de banho antes de usar e colocar luvas de couro e sapatos fechados quando se mexe em materiais de construção, lenha, madeira e pedras, por exemplo.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso