.

"Um Deus nos acuda em Brejo"

Fábio Assunção (Bolão) - Foto: Divulgação
Estava simples demais a escolha da chapa apoiada por Dr. Edson (PTB), em se tratando de Brejo da Madre de Deus. Já aos 45 minutos do segundo tempo, o prefeito com o apoio do Ministro Bruno Araújo (PSDB), anunciaram a chapa Hilário e Josevaldo para concorrer à prefeitura em 02 de outubro. 

Além de Hilário, disputavam a indicação o empresário Rubinho e o vereador Bolão (Fábio Assunção). Tanto os correligionários como a população dava como certa a indicação de Rubinho, que vinha desenvolvendo um trabalho, de olho na chapa. Nesta briga prevaleceu a força a nível estadual, enquanto Hilário é ligado a Bruno Araujo, Rubinho é do PC do B que tem como principal representante no estado, a deputada Luciana Santos. 

Certamente Dr. Edson deixou para comunicar a sua chapa às vésperas das convenções, já pensando em não dá tempo uma reação por parte dos outros dois pretendentes. Porém de acordo com as declarações de Bolão e Rubinho, nenhum dos dois engoliram a imposição da candidatura de Hilário pelo prefeito e prometem não apoiar o candidato de Dr. Edson. 

A reação veio nesta terça (02). “Eu já apanhei com Hilário em 2013 e não quero apanhar de novo. Esse filme eu já conheço e sei qual será o final da história. Todos se lembram de como foi à eleição suplementar”, Afirmou Rubinho, que estuda a possibilidade de sair candidato independente. 

Já o vereador Wagner Assunção (Bolão), deve ficar fora do palanque de Hilário e não disputará a reeleição.
“Eu não acredito que seja uma chapa forte para vencer a eleição. Minha decisão está tomada, ficarei neutro e apoiarei apenas a vereadora Maria José. E também afirmo que não existe a possibilidade de apoiar Roberto Asfora”, declarou Bolão. 
Com o racha no grupo de situação o mais beneficiado será Asfora, que poderá retornar à prefeitura, sem muitos esforços. 

Por Marciel Aquino

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Cordialmente: Equipe Blog do Bruno Muniz (Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso).