.

Preso suspeito de encomendar atentado contra vereador de Santa Maria do Cambucá

Parlamentar morreu após dois meses internado. Caso pode estar próximo de um desfecho final
Ivson é suspeito de ter encomendado o crime - Foto: Polícia Civil (Divulgação)
Na manhã deste domingo, 07, a Polícia Civil realizou mais um cumprimento de mandado de prisão contra um dos principais suspeitos de terem encomendado o atentado que resultou na morte do vereador e presidente da Câmara Municipal de Santa Maria do Cambucá, Jorge Lima, do PSB.

O crime ocorreu em 1º de maio deste ano, em uma localidade próximo a residência do parlamentar. Na ocasião a vítima estava em um veículo quando foi abordado por provavelmente dois criminosos que abriram fogo contra o mesmo, ferindo-o com gravidade - relembre o caso.
Veículo foi metralhado em plena avenida - Foto: Arquivo
Jorge Lima foi socorrido com vida e passou por várias cirurgias, dentre elas alguns procedimentos bastante delicados na região do crânio. Após mais de dois meses internado no Hospital da Restauração (HR), no Recife, o político acabou não resistindo e faleceu - reveja.
Vereador passou dois meses lutado pela vida, mas teve seu quadro agravado e faleceu - Foto: Arquivo pessoal
O  caso gerou grande repercussão em todo o Agreste de Pernambuco e foi destaque até mesmo em telejornais fora do Estado. Familiares da vítima alegam que o crime tenha sido cometido por motivações políticas.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito preso neste domingo é Ivson Pereira Ferreira Barbosa (30 anos). O mesmo seria o suposto mandante do assassinato contra o vereador, de acordo com investigações realizadas ao longo dos últimos meses.

Ivson foi preso em um apartamento situado no Bairro de Manaíra, em João Pessoa, Capital do Estado da Paraíba. Na operação comandada pelo Delegado Júlio César Porto, responsável pela 17ª Delegacia Seccional de Polícia de Santa Cruz do Capibaribe, não houve resistência por parte do suspeito.

O caso ainda deverá ser amplamente investigado, só então a PC de Pernambuco poderá relatar mais detalhes que expliquem como se deu toda a ação criminosa, além de revelar a autoria e motivação do crime.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Cordialmente: Equipe Blog do Bruno Muniz (Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso).