.

"Eu não vou pra rua caluniar o prefeito, eu vou pra rua cobrar dele aquilo que eu e ele dissemos em cima do palanque", dispara Dimas Dantas

Foto: Bruno Muniz (Arquivo do blog)
Em participação no programa "Opinião", da Rádio Comunidade FM, o vice-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Dimas Dantas (PP), afirmou, veementemente, que não será candidato, mas que fará campanha contrária ao atual prefeito, Edson Vieira, do PSDB, nas eleições deste ano.

Dimas entrou por telefone no programa radiofônico para negar que estivesse cogitando subir no palanque de qualquer dos candidatos que disputam ao pleito municipal, excepcionalmente Fernando Aragão (PTB), que disputa as eleições ao lado de Cleiton Barboza.

Sobre uma conjuntura do Partido Progressista numa chapinha liderada pelo Partido Trabalhista Nacional, Dimas foi especifico ao negar a participação de sua sigla no projeto, como se especulou nos últimos dias.
"Eu posso dizer que isso é especulação de interesses políticos, para desgastar a imagem de Natálio, a minha e criar inclusive um problema com Galego de Mourinha (PTB). Não houve em momento algum conversa com José Augusto sobre a possibilidade de haver qualquer tipo de união com essa chapinha", disse o vice-prefeito.
Dentro do cenário da candidatura de Natálio Arruda, que integra o seu partido no município, Dimas ressaltou que deverá apoia-lo através de um pedido de Eduardo da Fonte (PP), e que, Vânio Vieira, hoje no PTB, também contará com apoio semelhante de sua parte.
"Natálio é um projeto do PP - ter pelo menos um vereador na Câmara, e isso já foi dito pelo deputado Eduardo da Fonte (e eu concordo plenamente) - então nós estamos colocando Natálio para ser candidato a vereador no chapão", frisou.
No tocante a Edson Vieira, Dimas anda surpreendendo com a declaração de que deverá se utilizar de carro de som para fazer campanha, que segundo ele não seria caluniosa, mas abrangente no que diz respeito as posturas e ações do gestor que ajudou a eleger.
"Eu não vou pra rua caluniar o prefeito, eu vou pra rua cobrar dele aquilo que eu e ele dissemos em cima do palanque", explicou Dimas.
Dimas novamente relembrou que não será candidato porque prometeu na campanha de 2012 que se Edson Vieira não fosse um bom prefeito, não disputaria outras eleições.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Cordialmente: Equipe Blog do Bruno Muniz (Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso).