.

Desmatamento no Agreste: Madeira essencial para o ecossistema da região é retirada sem precedentes

Desflorestamento muda a imagem geográfica da região e pode acarretar consequências irreversíveis

Tido como um dos mais graves problemas ambientais da atualidade, o desmatamento ainda é pouco combatido no Agreste de Pernambuco. É comum o transito de caminhões abarrotados de madeira pura retirada quase sempre de maneira ilegal dos principais polos nativos da região.
É cada vez maior o número de caminhões que transportam o elemento fundamental para o Meio Ambiente - Foto: Bruno Muniz
Apesar do clima mais quente e vegetação seca, as matas que cobrem boa parte do interior do Agreste pernambucano são de essencial importância para o equilíbrio do ecossistema. O desflorestamento sem controle da vegetação acaba por promover consequências graves, tais como má qualidade do ar, extinção de espécies nativas, dentre outros descontroles ecológicos.
Fiscalização para combater o problema praticamente é ineficiente
De acordo com levantamento feito pelo blog, a madeira extraída da região abastece principalmente estabelecimentos comerciais em outros polos comerciais, como por exemplo Caruaru, uma das maiores cidades do Estado.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Cordialmente: Equipe Blog do Bruno Muniz (Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso).