.

Coligações: Edson 3 x Fernando 2


Não é apenas na intenção de votos, números de partidos e de candidatos que o candidato à reeleição Edson Vieira (PSDB) está à frente de seu principal adversário, Fernando Aragão (PTB). Devido ao grande número de candidatos na eleição proporcional e a estratégia de eleger o maior número de vereadores, o grupo de situação sairá não com uma chapinha, mas sim com duas. Chapinha 1 - com a finalidade de eleger Jessyca Cavalcanti (PSC) e tem como calda o PC do B de Paulinho Coelho e o PHS de Elves Ferreira.

Já no dia da convenção chegou ao conhecimento do grupo à formação da Chapinha 2 - com a finalidade de garantir a reeleição do vereador Luciano Bezerra (REDE). A chapinha de Luciano tem como reforço o vereador Ronaldo Pacas (PR), entre outros. Ao optar por duas chapinhas pode acontecer de apenas eleger um vereador em cada. No caso Jessyca e Luciano. Já se fossem todos em uma única chapinha, haveriam mais chances de fazer 3 ou 4. Claro que isso tudo é uma estimativa, irá depender dos votos obtidos por seus respectivos candidatos.

Já o chapão formado pelos principais partidos da base do governo Edson, será composto pelo partido do prefeito, o PSDB, o partido do vice, PSB e o partido do presidente da Câmara, Afrânio Marques, PDT. Aqui estão os vereadores com maior votação em 2012, ou seja, com votações entre 1.500 e 2.000 votos. São Eles: Zezin Buxin, Afrânio Marques, Narah Leandro, Junior Gomes, Zé Minhoca, Pipoca, Zé Elias, Toinho do Pará e Dr. Nanau. Se não houver nenhuma surpresa, esses 9 devem disputar 7 ou 8 vagas, ficando 1 ou 2 de fora.

Por nossos cálculos, o chapão poderá fazer entre 7 ou 8 vereadores e as duas chapinhas entre 2 e 4. Nessa lógica, Edson fará entre 9 a 11 vereadores. Pela Oposição teremos duas coligações: o chapão composto principalmente pelo PTB de Fernando Aragão e o PT de Deomedes, com reforço do PP do vice Dimas Dantas; e a chapinha do PTN que tem como principal candidato o filho de José Augusto Maia, Augusto Maia. Com essa estratégia, os Maias saem divididos, ou seja, os votos de um não ajudará o outro, já que estão em coligações diferentes.

Numa estimativa da situação fazer 11 vereadores, sobram apenas 6 vagas para oposição. Dentre essas vagas, a vaga de Galego de Mourinha deverá ir para Natálio Arruda; 1 vaga deverá ir para chapinha. Ficam, portanto 4 vagas. Uma é certamente de Carlinhos da Cohab. As outras 3 serão disputadas entre os atuais vereadores: Ernesto Maia, Helinho Aragão, Deomedes Brito, Vânio Vieira e os estreantes, Marlon da Cohab e Capilé da Palestina. Ou seja, até na oposição, onde se tem menos concorrência, um dos atuais vereadores, pode ficar de fora. 

Por Marciel Aquino


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Cordialmente: Equipe Blog do Bruno Muniz (Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso).