.

Quem pagará a conta?


Faltando menos de um mês para o inicio da realização de comícios e eventos políticos, somos impulsionados a perguntar: quem pagará a conta das campanhas milionárias em Santa Cruz do Capibaribe? Em tempos de crise o que esperamos este ano é campanhas mais modéstias. Os candidatos terão que usar da criatividade e muita sola de sapato para correr atrás do voto. 

Por estar com a máquina nas mãos, o atual prefeito, Edson Vieira (PSDB), larga na frente no quesito estrutura e visibilidade. Por outro lado tem a desvantagem de responder sobre as falhas e promessas não cumpridas no atual mandato. Além dos processos que enfrenta na justiça. 

Mesmo contando com a estrutura da prefeitura, Edson não poderá esbanjar dinheiro, sem que não seja questionado pela oposição e também pelo eleitorado. Sabemos que grande parte do que se gasta em campanha em nossa cidade é bancada pelos comerciantes. Porém com a baixa no comércio, fechamento de fábricas, lojas e demissões; fica a dúvida se esses empresários irão ainda investir nos políticos, nesse período em que a classe está mais desacreditada do que nunca. 

Os principais doadores na campanha de Edson deverão ser o deputado Diogo Moraes (PSB), os deputados federal Bruno Araujo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM). Ambos de olho no apoio de Edson nas eleições de 2018. 

Pela nova Lei Eleitoral, os candidatos só poderão receber doações de pessoas físicas, podendo o doador desembolsar o limite de até 10% de sua renda no ano anterior. Isso é, doações declaradas ao TRE, pois sabemos que aqui como em todo lugar existem as doações irregulares.

Já pela oposição, Fernando Aragão (PTB), não deverá contar com grandes doadores. Com os Maias fora do poder e com concentração a eleição de um dois herdeiros de José Augusto Maia, não poderão injetar dinheiro na campanha de Fernando.  Então como o vereador petebista declarou que apoiará o deputado federal Ricardo Teobaldo (PTN), em troca deverá receber o apoio e ajuda financeira do deputado. No mais, Fernando deverá ter sua campanha paga com recursos próprios e ajuda de amigos e empresários.

No final quem sempre paga a conta é o povo, pois as campanhas ou são financiadas por dinheiro vindo de esquemas de desvio de recursos ou por empresários, que depois irão cobrar a fatura do prefeito eleito.

Por Marciel Aquino

(Todas as opiniões expressas neste texto são de total responsabilidade do colunista idealizador, não correspondendo assim diretamente ao contexto ideológico e opinativo do meio de comunicação em questão.)


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Cordialmente: Equipe Blog do Bruno Muniz (Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso).