.

Por falta de recursos, Governo de Pernambuco tira o Disque Denúncia Agreste do ar

Imagem meramente ilustrativa
Após sofrer uma redução de funcionamento de 24h para horário comercial, o programa responsável por centenas de prisões no Agreste de Pernambuco chega ao fim. O Governo de Pernambuco anunciou na última quinta-feira (07), a suspensão do Disque Denúncia no interior do Estado.

Segundo nota enviada aos meios de imprensa, o órgão público declarou 'falência' para o sistema, onde sem recursos para mantê-lo a suspensão já acontece nesta sexta-feira, dia 08 de julho. O programa passou 12 anos no ar, recebeu mais de 112 mil informações que auxiliaram na prisão de criminosos e até mesmo no encontro de vítimas desaparecidas.

Confira a nota abaixo:
Ao longo dos 12 anos de atuação do Disque-Denúncia no interior de Pernambuco, o serviço sempre se pautou pela transparência e seriedade em suas práticas. São mais de 112 mil informações que auxiliaram a resolver crimes, encontrar procurados da Justiça e reunir famílias.

Mais de 1.5 mil criminosos foram presos graças à participação dos pernambucanos através das nossas linhas telefônicas e do site - serviço pioneiro em todo o território nacional. Ao longo desses anos, nas 139 cidades do interior do Estado atendidas pelo Serviço, nenhuma identidade foi revelada, com a garantia absoluta do anonimato.

Em respeito a essa tradição, a OSCIP Movimento Agreste Contra o Crime informa que, a partir desta sexta-feira (08), o atendimento da central do serviço Disque-Denúncia Agreste ficará suspenso por tempo indeterminado.

A decisão se faz necessária diante da impossibilidade de renovação da parceria com o Governo do Estado, através da Secretaria de Defesa Social, para o repasse de recursos financeiros indispensáveis para o funcionamento do serviço.

Atenciosamente
Diretoria OSCIP Movimento Agreste Contra o Crime

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Cordialmente: Equipe Blog do Bruno Muniz (Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso).