.

Número de pessoas baleadas durante assaltos em Santa Cruz do Capibaribe preocupa

Hospital Municipal Raimundo Francelino Aragão - Foto: Paulo Henrique (Blog do Bruno Muniz)
Em 2016 o município de Santa Cruz do Capibaribe situado no Agreste de Pernambuco entrou nas estatísticas como umas das cidades mais violentas da região. Para se ter ideia, 14 casos envolvendo pessoas baleadas em supostas tentativas de assaltos foram registradas de janeiro até junho, sendo que dentre esses casos, pelo menos 4 acabaram morrendo em decorrência dos disparos.

Os dados preocupam tendo em vista que não foram registrados em outros anos períodos com tantas incidências de crimes desta modalidade. Vale ressaltar ainda que em algumas ocorrências não houve reação por parte das vítimas, mesmo assim as mesmas acabaram sendo alvejadas pelos criminosos. A frequência de assaltos seguidos de vítimas feridas com armas de fogo é tamanha que já começa a fazer parte do cotidiano dos santa-cruzenses.

Ações se segurança ainda são esperadas pela população

No início do ano o Governo do Estado anunciou algumas ações emergenciais de segurança para o município, porém na prática pouco se viu. Na época, Paulo Câmara (PSB) se reuniu com o prefeito do município, Edson Vieira (PSDB), além do deputado estadual Diogo Moraes (PSB). Nos encontros ficou decidido que seriam tomadas providências imediadas, como o direcionamento de mais policiais para 'Capital da Moda', mas não houve oficialização desse remanejamento de policiamento.

Como solução, a administração local ainda chegou a elaborar um projeto que solicitava uma equipe especializada para gerir a segurança do presídio local, como troca, os policiais que atuam na unidade seriam espalhados nas ruas, aumentando assim a segurança da população. Apesar de promissor e de ter sido bem recebido pelo governador Câmara, não houve nenhum comunicado oficial sobre a implantação da ideia na cidade, até agora.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Cordialmente: Equipe Blog do Bruno Muniz (Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso).