.

Jucazinho chega a 0,4% do volume e atinge menor percentual, diz Apac

Reservatório no Agreste de PE atingiu volume morto em novembro de 2015. Este é o menor percentual registrado pela Apac desde 1º de junho de 2000.
Barragem de Jucazinho - em março - já estava com o menor percentual desde junho de 2000, quando passou a ser monitorada pela Apac (Foto: Reprodução/TV Globo/Arquivo)
A barragem de Jucazinho chegou a 0,4% do volume total, conforme aponta o boletim de monitoramento de reservatórios da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) divulgado nesta sexta-feira (8). Com este índice, a barragem atingiu o menor nível de capacidade total desde 1º de junho de 2000, quando começou a ser monitorada pela Apac.

De acordo com a agência, Jucazinho atingiu o volume morto em novembro de 2015, quando chegou a 2,52% do total. A barragem tem capacidade para comportar 327.036.000 m³ de água. As chuvas registradas durante o mês de maio em Surubim, no Agreste de Pernambuco - onde o reservatório está localizado - atingiram 100.5 mm e não foram suficientes para aumentar o volume da barragem, segundo dados da Apac.

Aproximadamente 300 mil pessoas recebem água de Jucazinho, segundo o gerente regional do Alto Capibaribe da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Mario Heitor Filho.

Os municípios abastecidos pela barragem são: Cumaru, Passira, Riacho das Almas, Santa Cruz do Capibaribe, Salgadinho, Surubim, Casinhas, Santa Maria do Cambucá, Vertente do Lério, Frei Miguelinho, Vertentes e Toritama.

'Menor percentual'
Em outubro de 2015 a gerente regional da Compesa, Nyadja Menezes, afirmou que Jucazinho havia atingido o "menor percentual de toda a vida útil da barragem". No mesmo mês, a gestora explicou que por Jucazinho ter atingido o volume morto, seria feita uma obra emergencial para que a água pudesse ser utilizada.

Com informações do G1

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Cordialmente: Equipe Blog do Bruno Muniz (Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso).