.

Em entrevista, Galego diz que não participará de convenção do partido e demonstra insatisfação com José Augusto Maia

Vereador ainda afirma que não será candidato a releição
José Moura Filho (Galego de Mourinha - PTB) - Foto: Bruno Muniz (Arquivo do blog)
Em entrevista concedida ao blogueiro e radialista César Mello, José Moura Filho (Galego de Mourinha - PTB) pontuou algumas questões sobre a sua atual situação política e também referentes a polêmicas que envolvem o nome do então ex-deputado José Augusto Maia, hoje no Partido Trabalhista Nacional (PTN).

Segundo Galego, como o mesmo havia especificado, a insistência da projeção de uma 'chapinha' no grupo denominado 'Taboquinha' desconfiguraria a sua participação no pleito deste ano. Ainda em suas falas, Galego faz uma declaração polêmica ao tomar a postura de não comparecer ao evento que oficializará a candidatura de Fernando Aragão (PTB).

A não participação de Galego na convenção do partido, cujo até semanas atrás era pré-candidato a vice, se daria, segundo ele, unicamente pela presença do então líder da ala, José Augusto Maia.
"Manterei minha posição e não serei mais candidato, essa questão está resolvida e não tem mais volta. Não vou bater de frente com ninguém. Quanto a convenção, decidi que não vou, porque eu não aceito a chapinha que foi formada, a do PTN. Eu tenho que mostrar que tenho posição e só poderia continuar com meu projeto de reeleição se tivesse condições plenas, coisa que não tenho com a chapinha formada", disse ao blogueiro.
Ainda na pauta Maia, Galego seguiu destilando críticas diretas e claras contra o ex-deputado, afirmando inclusive que não pretenderia abraça-lo em cima de um palanque, situação que demonstra a fragilidade atual da relação entre ambos os políticos.
"Zé Augusto estará em cima do palco e eu não quero está abraçado com ele, pois eu defendi um projeto e ele outro... ele quis e levou a melhor com a questão da chapinha”, disse ele, que completou, “quando me opus a chapinha não foi por insegurança, nem por medo de não me reeleger, mas sim por ver que tem gente sendo iludida, pensando que com 500 votos poderá ser eleita e no fim das contas só servirá de calda para um ou outro candidato", criticou.
Possível apoio a Natálio Arruda 

Na mesma entrevista Galego de Mourinha apontou que poderá apoiar uma candidatura do ex-vereador e possível candidato Natálio Arruda.
"Votarei em Natálio Arruda, porque ele sempre esteve comigo e sempre disse: se Galego for candidato eu votarei nele, só serei candidato se ele não for. Ainda essa semana ele me procurou e eu disse a ele que não seria candidato. Ele sempre foi solidário comigo, por isso estarei com ele", pontuou o vereador petebista.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Cordialmente: Equipe Blog do Bruno Muniz (Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso).