.

Após feijão, leite em Pernambuco aumenta mais de 15%

Supermercado - Imagem meramente ilustrativa
Nas últimas semanas os consumidores pernambucanos tomaram uma série de sustos com o aumento em alguns dos principais alimentos que compõem a mesa do brasileiro. Após o feijão sofrer acréscimo considerável em seu valor, agora foi a vez do leite de vaca.

Segundo dados atualizados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o aumento neste tipo de item alimentício em julho foi de 15,44%, ou seja, uma caixinha de leite chega a custar quase R$ 6,00. Mas, os impactos no bolso não param por ai. Com o aumento do leite os seus derivados também sofrem crescimentos consideráveis. Leite condensado, por exemplo, sofreu aumento de 6,66%.

Ainda há casos piores, como a manteiga, onde uma lata de 500 gramas pode chegar e até mesmo ultrapassar os R$ 20,00. Para o consumidor, restam poucas alternativas, dentre elas ir substituindo a alimentação tradicional por outros elementos que possuem valores bem mais consideráveis.

Um desses alimentos mais em conta seria a tapioca, que além de mais saudável também possui considerável valor nutritivo e de sustância alimentar. Segundo dados registrados do comércio regional, o aumento na venda do produto no Agreste foi de 47% só este ano, uma notícia boa para os produtores da mandioca, matéria prima da massa que é utilizada para produzir a iguaria.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Cordialmente: Equipe Blog do Bruno Muniz (Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso).