.

''Vamos à Justiça pois entendemos que essa matéria era de dois terços, e não de maioria simples'', confirma Ernesto Maia

Foto: Bruno Muniz (Arquivo)
Em entrevista ao blog na manhã desta sexta-feira (29), o vereador oposicionista Ernesto Maia (PT) falou sobre a aprovação da emenda que possibilitou o parcelamento de uma dívida da previdência própria municipal de Santa Cruz do Capibaribe (Santa Cruz PREV) - reveja como foi.

Segundo Ernesto, a bancada de situação teria levado o caso adiante mesmo contra a vontade dos demais vereadores e principalmente dos servidores públicos. O petista ainda especificou o motivo dos vereadores da ala de oposição terem deixado a bancada momentos antes da votação que aprovou a emenda e afirmou que grupo pretende recorrer à justiça.
''Vamos à justiça pois entendemos que essa matéria era de 2/3 e não de maioria simples. O protesto foi pelo absurdo que o presidente Afrânio cometeu que não aceitou o pedido de vistas meu e de Fernando, mesmo nós tendo pedindo antes de Pipoca'', disse Ernesto.
Relembrando, Ernesto ainda ressaltou que o grupo que faz oposição ao prefeito teriam sido contra a aprovação de uma presidente (Elaine Silva) com clara ligação pessoal com o gestor do município, o mesmo ainda fez duras críticas ao presidente da Câmara, o vereador Afrânio Marques (PDT).
''É difícil porque a Lei aprovada foi dessa maneira, na época da aprovação nos posicionamos contra este fato. Fiquei envergonhado de ter um arremedo de coronel como presidente da Câmara que jogou sua história no lixo para se submeter aos caprichos do prefeito'', afirmou.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso