.

Ministério Público entra com ação contra Edson Vieira alegando abuso de poder econômico

Ação pede inclusive a cassação da candidatura do atual prefeito.
Edson Vieira - Foto: Paulo Henrique (Arquivo do blog)
No final da tarde desta quarta-feira (28) o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) entrou na Justiça Eleitoral com um pedido de investigação em desfavor do atual prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira, do PSDB.

Segundo informações, a denúncia seria de suposto abuso de poder econômico por parte da atual gestão municipal. Na ocasião é solicitada inclusive a cassação do registro de candidatura do tucano. A decisão está sendo analisada pelo Juiz Eleitoral Dr. Diego Vieira, responsável pela Comarca de Santa Cruz do Capibaribe.

Após análise do pedido um posicionamento sobre o caso poderá ser tomado e divulgado já na próxima quinta-feira, dia 29. Em nota a assessoria da Coligação “Mais Conquistas, Mais Avanços” se pronunciou sobre o caso, porém disse não estar familiarizada com o pedido.
Foto: Divulgação (Processo ainda sem detalhes)
Ao blog foi enviada a seguinte nota:
Nota da Coligação Mais Conquistas, Mais Avanços

Comunicamos que não fomos informados pelo Cartório Eleitoral, logo não sabemos o teor da ação proposta pelo Ministério Público Eleitoral, através de fatos apresentados pelos adversários.

Ressaltamos que confiamos nos órgãos institucionais e na nossa equipe que demonstrará que a denúncia oferecida pelos adversários não tem procedência. Estamos absolutamente tranquilos.

Aproveitamos para convidar a todos os santa-cruzenses a participarem ativamente da eleição municipal do próximo domingo, a escolherem através do voto e da participação democrática o caminho do avanço e das conquistas. Juntos, Santa Cruz avança cada vez mais.

Coligação Mais Conquistas, Mais avanços.

Animal solto causa mais um acidente na BR-104, no Agreste

Fotos: Divulgação
Na noite desta quarta-feira (28) mais um acidente provocado por animal solto em rodovia foi registrado no Agreste de Pernambuco, desta vez no trecho na BR-104 que liga Toritama ao município de Caruaru.
Parte frontal do veículo ficou bastante danificada
Segundo informações coletadas pelo blog, um empresário residente em Toritama seguia para Caruaru em seu veículo de passeio quando um cavalo teria atravessado na frente do automóvel e acabou sendo atingido.
A vítima não sofreu ferimentos graves
Com o impacto o veículo ficou parcialmente destruído. Felizmente o condutor sofreu apenas ferimentos leves. O cinto de segurança e o airbag do automóvel ajudaram a diminuir as gravidade do acidente.

Popular é detido após roubar aparelho de som em Santa Cruz do Capibaribe

Foto: Bruno Muniz (Arquivo do blog)
Na tarde da última terça-feira (27), a Polícia Civil deteve um popular acusado de furtar um aparelho de som de um bar situado às margens da PE-160, próximo ao bairro Oscarzão, em Santa Cruz do Capibaribe.

De acordo com informações, o efetivo recebeu denúncias dando conta que o aparelho furtado estava em um imóvel no bairro citado. Rapidamente os policiais se dirigiram ao local indicado onde conseguiram apreender o som na casa da mãe do acusado, na oportunidade o acusado identificado como Carlos Henrique da Silva (22 anos) foi capturado.

Ao ser interrogado pela polícia, o acusado afirmou que teria arrombado o estabelecimento comercial e roubado o som, na madrugada do domingo (25) pra segunda-feira (26).

O popular proprietário do bar, informou a polícia que uma geladeira também foi roubada, porém não foi localizada. O caso foi encaminhado para a Depol local, onde foram tomadas as providências cabíveis.

Com apoio da Unopar Santa Cruz, caratecas conseguem resultados expressivos em torneio que reuniu lutadores de PE e PB

Fotos: Assessoria de Comunicação
A Unopar Santa Cruz sempre promove iniciativas que aproximam a população com a instituição, sempre visando a responsabilidade social.

Desta vez, acreditando nos nossos talentos para o esporte, a instituição líder em Ensino a Distância deu seu apoio na participação de quatro estudantes, todos graduandos em Educação Física pela Unopar, na nona edição do Torneio de Karatê Interestilos.

O evento, que reuniu mais de 180 lutadores de cidades dos estados de Pernambuco e Paraíba, foi realizado no espaço esportivo Rota do Mar Club e os caratecas apoiados pela instituição obtiveram resultados expressivos.

Foram conquistados dois terceiros lugares na modalidade Kata (onde é realizado uma apresentação para os juízes, que unem uma sequência de movimentos de ataque e defesa) e um segundo lugar na categoria Kumitê (que é a luta um contra um propriamente dita).

Vale ressaltar que o karatê será um dos esportes presentes na edição dos Jogos Olímpicos em 2020, que serão realizados na cidade de Tóquio, no Japão. O apoio da instituição aos graduandos valoriza ainda mais a conquista, já que o apoio aos esportes individuais no país ainda é bem restrito.


Três dos quatro caratecas falaram sobre a importância do poio prestado pela Unopar Santa Cruz.
“É o segundo apoio que consigo pela Unopar Santa Cruz em competições e isso é de extrema importância para que nós, caratecas, possamos conseguir participar dessas competições. Muitas vezes, deixamos de competir, de representar nossa cidade, por falta de um incentivo e, com esse poio, podemos competir em campeonatos estaduais, inclusive fora de Pernambuco, como o Norte-Nordeste e o Brasileiro, que acontece em breve” – disse Emerson Henrique (27 anos, foto-01).
“Para galgarmos títulos maiores, inclusive fora do país, é fundamental contar também com o apoio de empresas privadas. Como já é de costume, a Unopar Santa Cruz vem nos ajudando e no último domingo, três de nós saímos com bons resultados. Posso falar que, das vezes que eu saí de Santa Cruz e conquistei resultados nacionais, sempre tivemos esse tipo de apoio por parte de instituições privadas e a Unopar tem contribuído para que possamos manter a nossa referência estadual nesse esporte” – falou Felipe H. do Nascimento (23 anos, foto-02).
“Quero agradecer a Unopar Santa Cruz por nos ter patrocinado nessa competição e venho dizer que esse apoio é de suma importância para o karatê em Santa Cruz. Temos lutadores de alto nível e podemos levar tanto o nome dessa instituição como de outras empresas que queiram nos ajudar. Temos pela frente outras competições, inclusive o Brasileiro que está por vir. Esse apoio que a Unopar nos dá nos faz crescer cada vez mais” – frisou Valmir Domingos (22 anos, foto-03).
Vale destacar que a Unopar Santa Cruz já firmou que continuará com a parceria com seus estudantes, com foco no Brasileirão da modalidade, que acontece em novembro, na cidade de Salvador-BA.

Informações da Assessoria

Partidários tomam pasta de militante à força e caso foi parar na DP de Santa Cruz do Capibaribe

Pasta ainda manchada de sangue devido a ocorrência foi apresentada na redação do blog, na manhã desta quarta-feira
Foto: Bruno Muniz
Nos últimos minutos da noite da última terça-feira, dia 27, uma suposta ocorrência de crime eleitoral registrado em São Domingos (distrito de Brejo da Madre de Deus) acabou parando na 17ª Delegacia Seccional de Polícia de Santa Cruz do Capibaribe após uma intensa confusão.

Na ocasião, um grupo de seis pessoas que integram a militância de um dos candidatos a prefeito em Brejo da Madre de Deus abordou um casal que compõe a militância de outro partido, estes que também atuam em um comitê de campanha.

As cinco pessoas teriam cercado o casal exigindo que a mulher identificada como Rayana Luzianne Feitosa entregasse uma pasta que continha em suas mãos, pasta essa que o grupo alegava que seria a documentação de um suposto esquema de compra de votos.

Negando-se a entregar a pasta em seu poder, esta que na ocasião abrigava apenas documentos de cadastro de servidores da campanha, os indivíduos passaram a buscar por meio da força tomar a pasta, concretizando então a ação após agredirem a vítima com chutes e puxões de cabelo, segundo relatou a mesma.

Na mesma a segunda vítima identificado como Marcelo Gomes de Oliveira acabou sofrendo um ferimento composto por intenso sangramento devido um objeto que o teria perfurado ocasionalmente no meio da confusão.
Trecho contundente da ocorrência
Após o atrito corporal entre ambos os lados o grupo conseguiu levar a pasta, além de um capacete e um rádio amador. Minutos após o ocorrido o casal procurou a delegacia de Santa Cruz do Capibaribe para registrar um boletim de ocorrência contra as pessoas de Ednaldo dos Santos da Silva, Apolonio Higino da Silva Neto e outros identificados apenas como; 'Mô', 'Luizinho', 'Nenen' e 'Pica Pau', todos agentes na situação.

No momento em que as vítimas ainda estavam na delegacia registrando a ocorrência o popular Ednaldo Santos chegou acompanhado de outras pessoas (incluindo um advogado) ao mesmo prédio público com a dita pasta em mãos. O referido objeto de guardar documentos que havia sido tomado à força das duas vítimas foi espontaneamente apresentado ao delegado de plantão que ouviu todos os envolvidos.

O delegado afirmou que a situação teria sido caracterizada como roubo caso Ednaldo não tivesse devolvido o objeto levado sem o consentimento das vítimas. A ocorrência teve o registro concretizado já na manhã desta quarta-feira (28). O capacete e o rádio amador que as vítimas afirmam que foram levados não foram localizados. O caso ainda será investigado.

Solenidade: Seis novas viaturas são entregues em Santa Cruz do Capibaribe

Um dos veículos será lotado em Taquaritinga do Norte
Fotos: Paulo Henrique
Na manhã desta quarta-feira, 28, uma solenidade realizada na Avenida 29 de Dezembro, no Centro de Santa Cruz do Capibaribe, entregou, para a região, seis novas viaturas que atuarão na 'Capital da Moda' e em Taquaritinga do Norte, ambos municípios do Agreste pernambucano.
Autoridades que participaram do evento
Na ocasião estiveram presentes autoridades policiais e também políticas. Houveram discursos voltados para o fortalecimento da frota das duas cidades citadas, conforme estava previsto desde o último domingo em um anúncio feito pelo governador Paulo Câmara.
Ao centro, Major Sena, Secretário de Defesa Social de Santa Cruz do Capibaribe
As autoridades presentes em um palanque montado na avenida citada fizeram pronunciamentos breves, dentre eles o Secretário de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE), Alessandro Carvalho, e o deputado estadual Diogo Moraes, do PSB.

"Reiteramos todo o nosso conjunto de forças e união para fazermos uma Santa Cruz e uma região cada vez mais fortes e mais dignas. Santa Cruz do Capibaribe agradece, Taquaritinga do Norte agradece, toda a região agradece por essas novas viaturas, pois estamos trabalhando na prevenção e no combate à violência. Tenho certeza que esse é o esforço do nosso governador Paulo Câmara e de toda essa equipe está aqui imbuído em uma única responsabilidade que é dar segurança ao povo de nossa região e principalmente ao povo de Santa Cruz do Capibaribe", disse o deputado Diogo Moraes.
Deputado estadual Diogo Moraes (PSB)
Alessando Carvalho falou em nome do Governo do Estado de Pernambuco e ressaltou a importância dos veículos para o combate à criminalidade na região.
Alessando Carvalho, Secretário de Defesa Social de Pernambuco
"De 2006, 2015 para trás, todas as viaturas eram compradas, então nós tínhamos seis, sete, oito anos de uso, hoje a frota é locada e é renovada a cada dois anos. Um carro da Polícia Militar com dois anos de uso tem mais de 100 mil quilômetros rodados, esses carros não param. A gente sabe que os carros da polícia possuem uma tendência de quebrar muito grande, então carros novos significa polícia mais tempo disponível nas ruas para atender e prevenir as ocorrências", disse Alessandro Carvalho, Secretário de Defesa Social de Pernambuco.
Desfile dos novos veículos
Após  o encerramento da solenidade as autoridades policiais presentes fizeram um desfile com os veículos cedidos para os municípios e os apresentaram para o público que acompanhou o evento.

Nota Pública

Em virtude do falecimento do Senhor Nelson Pereira da Silva, conhecido como seu Nelson do ônibus, um dos homenageados da solenidade de entrega da Medalha Padre Zuzinha, a Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe informa que a cerimônia que aconteceria amanhã (29/09) está adiada. 

Informamos, ainda que a nova data será oportunamente divulgada. Todos que fazem parte do poder legislativo externam os mais profundos e sinceros sentimentos aos familiares e amigos.

Morre 'Seu Nelson do Ônibus', figura tradicional de Santa Cruz do Capibaribe

Empresário foi um dos pioneiros no ramo de transporte coletivo na 'Capital da Moda'.
Foto: Arquivo pessoal (Divulgação)
Faleceu na manhã desta quarta-feira (28), na Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) de Santa Cruz do Capibaribe, vítima de ataque cardíaco, o Sr. Nelson (conhecido como 'Seu Nelson do Ônibus), empresário popular por atuar no segmento de transportes coletivos no município.

Nelson Pereira da Silva era uma figura bastante conhecida na 'Capital da Moda' e já chegou até mesmo a receber homenagens de departamentos públicos locais. Criador da Nelson Tur foi um dos pioneiros na implantação de serviços de transportes na região.

Nelson foi o primeiro empresário no ramo de viagens a promover a linha Santa Cruz do Capibaribe/Recife, fator que foi um divisor de águas na vida de muitos santa-cruzenses. O empresário foi também responsável por inúmeras excursões de férias.
Imagem mais antiga do empresário - Foto: Divulgação
Em seu histórico o empresário deixa uma série de feitos e milhares de admiradores que o levam como um exemplo de personalidade e empenho nos serviços que prestou durante a sua trajetória.

O local e horário do sepultamento e velória ainda devem ser definidos pelos familiares.

Vagas de emprego para 28 de setembro, em Santa Cruz do Capibaribe


A agência do Trabalho de Santa Cruz do Capibaribe fica situada na Rua Maestro Alexandre, 93, bairro Nova Santa Cruz. Os interessados em qualquer uma das vagas oferecidas nesta ocasião devem se dirigir ao local indicado ou entrar em contato através do telefone (81) 3731.3006. A agência funcionada das 7h30 às 13h e os candidatos devem portar os documentos essenciais.

Artistas de Stª Cruz do Capibaribe entregam carta a candidatos com reivindicações para a cultura

Fotos: Divulgação
Visando a cultura como uma ferramenta importante de transformação social, artistas com atuação em Santa Cruz do Capibaribe requisitaram comprometimento por parte dos candidatos a prefeito no município. A ação dos artistas se deu após a classe alegar que os candidatos não estariam abordando o tema cultura com mais empenho em seus respectivos planos de governo.


Em uma carta elaborado e entregue aos candidatos os artistas fizeram as seguintes reivindicações:

1. Transformação do antigo açougue numa casa cultural que funcione como base para preservação e reverência da arte e memória de nosso povo. O centro seria composto por um museu, um auditório para apresentações e sarais, espaço para exposições fotográficas e artes plásticas, oficinas gratuitas adjuntas às escolas do município e população em geral, ponto de manifestações e encontros artísticos, além da transferência do diretório de cultura. O prédio público localizado no coração da cidade, possui uma representatividade cultural pelo fato de situar-se em uma rua histórica. É integrado a uma praça, o que viabilizaria um melhor aproveitamento na ocupação e desenvoltura das atividades propostas. 

2. Criação de um festival que aconteça anualmente e envolva as diversas modalidades artísticas.

3. O direito aos artistas de participarem da decisão de quem ocupa a diretoria de cultura da cidade.

4. Criação e apoio a um fundo de cultura, onde as verbas legais destinadas ao centro contemple as produções artísticas locais. 

5. Teatro funcionará exclusivamente para arte aos finais de semana. 

6. Fóruns semestrais sobre andamento da conduta exercida pelo poder público na cultura, bem como acompanhamento das movimentações e intervenções desenvolvidas ao longo desse tempo. 
"É de suma importância nós estarmos juntos, todos os segmentos artísticos da cidade, para cobrar e apontar propostas para a cidade já que nos planos de governo a cultura foi esquecida. É nosso papel transformar a cidade, independente do candidato que seja eleito, ele passará e nós ficaremos", disse Diógenes Rodrigues, ator.
"Esperamos que essa iniciativa seja atendida pelos ilustres pleiteadores ao cargo de chefe do executivo municipal, como forma demonstrativa de anseio e respeito a disseminação de nossa cultura", expõe a cantora e poetiza Ágda Moura.
"Se trabalharmos bem a cultural local, com o apoio necessário que buscamos, isso poderia se tornar algo que iria fazer parte do cotidiano do povo santa-cruzense. Entretanto, não depende apenas da classe artística e do poder público, a sociedade como um todo deve apoiar e valorizar o artista local", ressaltou Eduardo Vitor (Eddye Beat Box).

Suspeita de assassinar a própria irmã é presa pela polícia em Santa Cruz do Capibaribe

Mulher foi presa enquanto tentava praticar furtos no Moda Center Santa Cruz.
Imagem cedida com exclusividade ao blog
Na tarde desta terça-feira (27), uma mulher identificada como Josefa Simone Freitas (idade não informada) foi presa pela polícia após tentar cometer crimes de roubo no interior do Moda Center Santa Cruz, em Santa Cruz do Capibaribe.

O detalhe é que Josefa já é uma antiga conhecida da polícia e estava inclusive sendo procurada por ser acusada da matar a própria irmã de apenas 18 anos. A vítima se chamava Jasielma Ana da Silva.

O crime aconteceu no último dia 11 de setembro, em São Domingos, distrito de Brejo da Madre de Deus. Na ocasião Josefa tirou a vida de Joselma que era sua irmã com um golpe de faca. O crime ocorreu após uma discussão em uma seresta - relembre na reportagem.
Josielma, conhecida popularmente como 'Santinha', vítima de uma facada provavelmente desferida pela sua própria irmã - Foto: Arquivo
Josielma ainda foi socorrida com vida para Policlínica de São Domingos, mas não resistiu e faleceu na unidade. Josefa foi encaminhada para delegacia e aguarda agora por um mandado de prisão preventiva, já que pesa contra ela neste momento apenas o flagrante de roubo.

Comunicado – Procon

Imagem de divulgação
O PROCON Pernambuco comunica que nos dias 28, 29 e 30 setembro de 2016, o Sistema Nacional de Defesa do Consumidor (SINDEC), utilizado por todas as unidades do órgão no estado, passará por atualização.

O trabalho será realizado pelo Setor de Tecnologia da Informação (TI) do PROCON, juntamente com o setor técnico da Agência de Tecnologia da Informação (ATI) e Brasília, e o funcionamento do sistema deverá ser normalizado na próxima segunda-feira, 03 de outubro.

O órgão conciliador em Santa Cruz do Capibaribe continuará aberto ao público durante toda a semana (das 8h às 13h) prestando orientações e tirando dúvidas. A partir da próxima segunda-feira, quando o Sistema estiver normalizado, o consumidor poderá registrar sua reclamação ou receber informações dos casos em andamento na unidade local, situada na Avenida Padre Zuzinha, 496, Centro.

Pacto pela Vida morreu, diz mentor do programa

Ratton - Foto: Divulgação
Em entrevista concedia ao Jornal do Commercio, o Coordenador do Núcleo de Pesquisas em Criminalidade, Violência e Políticas Públicas de Segurança da UFPE e professor de sociologia, José Luiz Ratton falou sobre segurança pública e comentou sobre o Pacto Pela Vida, projeto de combate ao crime cujo o mesmo foi mentor. Ratton é hoje uma das maiores autoridades em segurança pública do País. Um dos idealizadores do Pacto Pela Vida, ele admite que, da forma como é feito hoje, o programa está fadado ao fracasso, dá dicas de reestruturação, opina sobre o Compaz e aponta soluções que as prefeituras podem adotar para ajudar a combater o crime.

Confira a entrevista abaixo:

JORNAL DO COMMERCIO  - É praxe, no Brasil, os gestores municipais dizerem que segurança é problema dos executivos estaduais. Ou do governo federal. Nossos prefeitos estariam assim proibidos de ações de combate à violência?
RATTON - As prefeituras estão proibidas apenas de criar organizações policiais, mas não estão proibidas de construir programas de prevenção à violência voltados para grupos vulneráveis (juventude negra, mulheres, população LGBT, idosos, crianças e adolescentes), nem estão proibidas de desenvolver estratégias criativas de organização do espaço público que favoreçam a convivência mais pacífica etc. Há uma combinação desastrosa de racionalidade de curto prazo e falta de imaginação. Por um lado, os gestores municipais fazem um cálculo racional perverso: como a Constituição estabelece que as polícias são de responsabilidade estadual ou federal, os prefeitos preferem não fazer nada na área de segurança pública para não serem responsabilizados por eventuais insucessos. Por outro lado, os prefeitos não sabem o que fazer, pois acham que segurança pública é sinônimo de polícia. As prefeituras podem construir programas de prevenção da violência dirigidos para egressos do sistema prisional... A iluminação pública pode ser universalizada de forma a garantir a ocupação de todos os espaços públicos durante a noite..."
JC - O senhor poderia, então, citar ações que julga importantes e que poderiam ser desempenhadas por uma gestão municipal na questão da segurança pública, sem conflito com o que está estabelecido pelo “consenso”?
RATTON - Há inúmeras possibilidades: a criação de observatórios permanentes da violência, capazes de identificar os padrões de ocorrência do fenômeno e as áreas mais vulneráveis, possibilitando a construção de respostas pública mais efetivas. Os executivos municipais podem criar programas de mediação de conflitos, com participação comunitária e apoio especializado, voltados para a identificação de conflitos que possam evoluir para violências nas comunidades. As prefeituras podem construir programas de prevenção da violência dirigidos para egressos do sistema prisional ou do sistema de medidas sócio-educativas, com três dimensões: empregabilidade, apoio psicológico e atividades que favoreçam a disciplina e responsabilização coletiva pela paz nas comunidades. Os códigos de posturas dos municípios podem ser utilizados para interditar locais onde recorrentemente ocorrem diferentes tipos de violência. A iluminação pública pode ser expandida e universalizada de forma a garantir a ocupação de todos os espaços públicos durante a noite – calçadas, praças, áreas de convivência – o que contribui para a redução da violência. O Planos de Desenvolvimento Urbano das cidades podem estimular, através de descontos no IPTU, a construção de muros baixos que permitam interações entre vizinhos e favoreçam a circulação pelas calçadas, tornando moradias e ruas mais seguras. Muros altos e condomínios fechados são sintomas do medo e geram insegurança e percepção de insegurança.
JC - No Recife, tem entrado no debate eleitoral deste ano o modelo do Compaz, adotado pela atual gestão como uma estratégia de combate à violência urbana nas periferias da cidade. O senhor acha que este é o modelo?
RATTON - O Compaz é uma iniciativa que poderia ser interessante para a construção de políticas públicas de controle e redução da violência, mas não é. Ele se parece mais com os antigos Centros Sociais Urbanos com uma outra roupagem. O Compaz deveria ser um espaço para programas permanentes de mediação de conflitos, de prevenção da violência voltados para os mais vulneráveis entre os vulneráveis na sua área de abrangência. O Compaz não apresenta um conceito adequado de prevenção da violência no curto, médio e longo prazos e nem realiza programas integrados com esta concepção. Ademais, corre o risco de só atrair aqueles que dele não precisam, quando deveria ser um espaço capaz de atrair, buscar ativamente e oferecer alternativas para aqueles que estão em situação limite de envolvimento com a violência ou já se envolveram com ela. Meu receio é que o Compaz se transforme em um clube bacana em áreas pobres, sem aderência alguma a projetos específicos de redução da violência.
JC - Num novo modelo de segurança pública que possa ser de alguma maneira mobilizado pelos prefeitos, qual, na sua opinião, será o papel da Guarda Municipal? Será o de Polícia também? Secretaria de Segurança Municipal resolve?
RATTON - Secretarias de Segurança Cidadã, Segurança Urbana etc, são fundamentais como instâncias de coordenação e de execução de políticas públicas de prevenção da violência. Mas não podem ser um mero enfeite da administração municipal. Sem recursos adequados, os secretários ficam imobilizados e pouco podem fazer. Quanto às guardas municipais, elas precisam ter mecanismos de integração com as polícias estaduais e necessitam desenvolver mecanismos comunitários de atuação nos espaços públicos municipais. Infelizmente o Pacto Pela Vida morreu. É tarefa urgente reconstruí-lo, institucionalizando os avanços e aprendendo com os erros cometidos.
JC - O Pacto pela Vida – poderoso programa de combate à violência do qual o senhor foi um dos mentores em Pernambuco – enfrenta hoje problemas e os resultados ruins são evidentes. O que o senhor acha que deu errado e o que precisa ser consertado?
RATTON - O Pacto pela Vida criou um modelo de governança integrada da atividade policial, voltado para a redução de crimes violentos, com participação de outros atores públicos importantes, como o Poder Judiciário e o Ministério Público. Contudo, o Pacto pela Vida não conseguiu criar programas de prevenção da violência efetivos, com a exceção do Programa Atitude, que hoje corre risco de ser substituído por estratégias não laicas e atrasadas do ponto de vista técnico. O Sistema de Medidas Sócio-Educativas não foi priorizado, assim como o Sistema Prisional, que pouco mudou nos últimos anos. Por outro lado, se descontarmos os recursos gastos com pessoal, houve pouco investimento, em sentido estrito, em Segurança Pública no Estado. Não estou falando de contratação de pessoal, viaturas, coletes ou armas. Falo de investimentos em tecnologia voltada para a prevenção e o controle do crime, em formação policial permanente e diversificada, compatível com as novas realidades criminais e com o respeito aos direitos humanos, em programas de prevenção da violência com ampla cobertura. Se um dos méritos do Pacto Pela Vida, em seus primeiros anos, foi fazer mais com menos, parece óbvio que um modelo inovador de redução da violência não pode sustentar-se sem o aumento de investimentos específicos na área. O Comitê Gestor do Pacto, tanto no nível do registro das atividades criminais, realizado pela GACE/SDS, quanto no nível da SEPLAG, trabalha com baixa capacidade tecnológica. O mesmo vale para as Polícias, que poderiam ter bancos de dados mais sofisticados. O investimento em Polícia Científica em Pernambuco nos últimos anos foi muito aquém do necessário. E, finalmente, faltou institucionalizar os avanços do Pacto pela Vida. Faltou transformar os mecanismos de integração policial em projetos de lei que permitiriam a fiscalização tanto do Ministério Público quanto da própria Assembleia Legislativa. E, fundamentalmente, faltou institucionalizar a incorporação, de forma permanente, das organizações da sociedade civil ao Pacto pela Vida, através de um mecanismo auxiliar, que poderia ser um Conselho, ou um Fórum Estadual de Segurança Pública, que acompanhasse e monitorasse a realização da Política Pública de Segurança do Estado. Infelizmente, o Pacto pela Vida morreu, por todos estes motivos. É tarefa urgente reconstruí-lo, institucionalizando os avanços e aprendendo com os erros cometidos.
JC - É possível atuar com eficiência na segurança pública em qualquer cidade brasileira com o sistema prisional em frangalhos como está o nosso, no País todo?
RATTON - Não. O Brasil é um País que prende muito e prende mal. Se não houver uma reforma séria do sistema prisional brasileiro, tornando-o mais humano e mais eficiente e se não modificarmos os padrões de aprisionamento no Brasil – incentivando mecanismos efetivos de descarcerização, com acompanhamento – as políticas de segurança pública continuarão a produzir efeitos perversos e indesejáveis. Pernambuco não avançou nesta área.
JC - Que papel tem uma boa articulação ou uma gestão mais integrada das instituições de Estado – Polícia, Ministério Público, Justiça – para tornar mais eficiente os programas de combate à violência?
RATTON - Tem um papel fundamental. Esta foi uma das grandes novidades do Pacto Pela Vida: construiu um mecanismo de governança, que hoje está perdido, alimentado por informação de boa qualidade, sob o comando da autoridade política máxima do Estado, que colocava semanalmente na mesma mesa todos os atores/atrizes que fazem parte do Sistema de Justiça Criminal e da área de prevenção da violência para resolverem problemas de forma intersetorial e planejada. Os prefeitos não estão proibidos de fazer isso no âmbito municipal.
Com informações do Jornal do Commercio

Antes do período eleitoral, mais um mandado de prisão foi cumprido em Surubim

Imagem cedida pela polícia
Na última segunda-feira, 26, agentes da equipe de operações Malhas da Lei cumpriram mais um mandado de prisão na cidade de Surubim, Agreste de Pernambuco. A prisão ocorreu um dia antes da ativação do artigo presente no Código Eleitoral que impede que prisões sejam feitas do dia 27 de setembro ao dia 04 de outubro.

O mandado expedido pela Comarca de Jaboatão dos Guararapes (PE) foi posto em desfavor de um homem identificado como José Ronaldo Félix da Silva (38 anos), ele que é acusado de praticar um homicídio também na cidade de Jaboatão.

De acordo com a polícia, José Ronaldo é considerado um indivíduo de alta periculosidade, o mesmo ainda é investigado por mais dois crimes de morte. Após passar por alguns procedimentos, o popular preso será levado para a Penitenciária Ênio Pessoa Guerra, na cidade de Limoeiro.

Dr. Neves lidera com folga em São Caetano, aponta pesquisa Datavox

O atual prefeito e candidato a releição em São Caetano, Dr. Neves (PTB), está novamente liderando as intenções do eleitorado na cidade, de acordo com a última pesquisa Datavox divulgada esta semana. O político do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) ainda conta com uma vantagem significativa em relação ao segundo colocado, o candidato Jadiel Cordeiro Braga, do PSDB.

Pesquisa estimulada

No levantamento de pesquisa estimulada o candidato Dr. Neves soma 46% das intenções de votos, seguido pelo tucano Jadiel Braga com 33,8%. O candidato Dr. Ildefonso (PMDB) aparece neste cenário com 3,8%, logo atrás dele o candidato do PPS, João Leal, aparece com apenas 1%. Os indecisos ainda somam 13,4% dos votos totais. Brancos e nulos chegam a 2%
Foto: Divulgação
Pesquisa espontânea

No cenário onde o eleitor é questionado "Se a eleição para prefeito de São Caetano fosse hoje, em quem você votaria?", 41,5% do eleitorado entrevistado respondeu que votaria no atual prefeito, Dr. Neves. Nesta indagação o candidato Jadiel aparece com 28,7%, Dr. Ildefonso com 2,5% e João Leal com 0,3%. Indecisos somam 25,0% e brancos e nulos 2,0%.

Perspectiva de vitória

Quando é perguntando ao eleitor "Independente de sua intenção de voto, quem será o próximo prefeito de São Caitano?" o Dr. Neves novamente pontua em primeiro com 45,5% das intenções de voto. Neste cenário Jadiel aparece com 25,5%, Dr. Ildefonso com 0,5% e não sabem ou não quiseram opinar somam 28,5%. O candidato João Leal não pontuou nesta etapa da pesquisa.

Nível de rejeição

Questionado pelos entrevistadores: "Dentre estes nomes que eu vou citar, em quem você não votaria de forma alguma para prefeito de São Caetano se a eleição fosse hoje?", os entrevistados colocam o candidato Jadiel com 16,3% como sendo o mais rejeitado pelo público. O Dr. Neves soma neste quadro a porcentagem de 15,8%, Dr. Ildefonso 8,5% e João Leal 8,3%. Votariam em todos representa 23,5% dos entrevistados, rejeitam todos os candidatos (menos o que votam) somaram 14,5%, não sabem ou não quiseram opinar somam 13,1%.

A pesquisa foi registrada no último dia 21 de setembro com o protocolo PE-02267/2016 e ouviu 400 pessoas. A margem de erro é de 4,9% para mais ou para menos e o nível de confiabilidade é de 95%.

Candidatos de Santa Cruz do Capibaribe divulgam agendas com últimas movimentações de campanha

Fotos: Arquivo
A terça-feira (27) teve início com a divulgação das agendas com as últimas movimentações de campanha dos candidatos Edson Vieira (PSDB) e Fernando Aragão (PTB), dupla que busca comandar a prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe pelos próximos quatro anos.

As agendas do tucano e do petebista seguem até o dia das eleições com atividades que vão desde participação em eventos religiosos até eventos de maiores proporções. O candidato Rodolfo Aragão (PSOL) não divulgou sua agenda.

Veja o cronograma dos candidatos:

Edson Vieira (PSDB) e Dida de Nan (PSB)

Terça-feira (27) – Caminhada no bairro Rio Verde: 17h / Reunião com a Militância no Cabana Clube [19h]
Quarta-feira (28) – Comício na Avenida Souza Aragão: 18h
Quinta-feira (29) – Procissão de São Miguel e Bom Jesus dos Aflitos: Horário indefinido
Sexta-feira (30) – Passeata no bairro Rio Verde: 18h
Sábado (01) – Carreata com concentração no Posto de Maninho: 16h

Fernando Aragão (PTB) e Cleiton Barboza (PTN)

Terça-feira (27) – Porta a porta e palestra no loteamento Malhada do Meio, a partir das 17h
Quarta-feira (28) – Último Comício no Largo da Rodoviária: 18h
Quinta-feira (29) – Procissão de São Miguel e Bom Jesus dos Aflitos: Horário indefinido
Sexta-feira (30) – Passeata com concentração na Academia das Cidades no bairro Cohab: 18h
Sábado (01) – Mala das Mulheres no Largo da Rodoviária

Acidente é registrado na PE-160, em Santa Cruz do Capibaribe

Foto: Divulgação
No início da tarde desta terça-feira (27) mais um acidente foi registrado na rodovia PE-160, trecho urbano que compete ao município de Santa Cruz do Capibaribe.

Testemunhas relataram que o caso se tratou de um atropelamento. Na ocasião um senhor ficou ferido e foi socorrido por agentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

O condutor do veículo que teria ocasionado o acidente não foi localizado. O estado de saúde da vítima não foi informado.

Código Eleitoral não permite mais prisões até o próximo dia 04

Prisões só poderão ocorrer em caso de flagrante delito ou crimes eleitorais.
Imagem meramente ilustrativa
No prazo de hoje (27) até a próxima terça-feira (04), às 17h01, nenhum eleitor poderá ser preso, exceto em casos de flagrante delito ou por motivação de sentença criminal condenatória de caráter eleitoral inafiançável.

A medida vigente no artigo 236 do Código Eleitoral é posta em atividade todos os anos em que há eleições. O trecho contido no artigo alerta que "nenhuma autoridade poderá, desde cinco dias antes e até 48 horas depois das eleições, prender ou deter qualquer eleitor".

Apesar de comum a medida ainda gera uma série de polêmicas por parte da população que em sua grande maioria a desaprova. O temor dos cidadãos é gerado principalmente pelo aumento dos crimes.